Do Porto com Amor: Agora Apague Tudo

quinta-feira, 8 de junho de 2017

Agora Apague Tudo



Somos uns bazófias, somos uns pavões amestrados, somos uns vigaristas inchados, somos Benfica. AGORA APAGUE TUDO*.

Em resumo, foi isto que Francisco J. Marques divulgou ontem no Universo Porto - da Bancada. Uma alegada troca de e-mails (escrevo alegada porque, até ao momento, não tive acesso aos documentos que suportam a denúncia) entre uma figurinha sinistra e ranhosa, daquelas que vive na penumbra e se alimenta de restos putrefactos, que dá pelo nome de Adão Mendes (ou será mentes) e o inefável e paquidérmico Pedro Guerra.


 


O nível de estupidez e soberba que se exige para enviar um email deste teor é bem revelador do sentimento de impunidade que grassa no culto de Carnide. A ligeireza e o desplante com que a figurinha associa a arbitragem à Igreja é sintomático da sua menoridade intelectual.

Mas o que mais releva disto é uma certa tendência para a desagregação do culto. Porventura, terão conseguido um nível tal de "compromisso lampiânico" por parte de todos os sectores da sociedade, que se terão desleixado na sua soberba, tão característica daquela seita.

Admitir, por escrito, que o "primeiro-ministro" LFVieira (deveria ser o Papa, para manter a coerência, mas isso seria pedir demasiado, certo?) "conquistou com muito trabalho" o "espaço" que garante que "hoje, o Benfica manda mesmo" e "hoje, quem nos prejudicar, sabe que é punido" é de alguém claramente estúpido ou que se julga acima da lei. Ou ambas.

Não menos relevante é a data do suposto email, que nos remete para o primeiro ano deste tetra da treta. Ele há cada coincidência...

O omnipresente Baluarte Dragão não tardou a cascar na maralha, inaugurando a muy feliz designação BENFICAGATE (pessoalmente, gosto mais de ler benfi_cagate), destacando-se uma "análise" sua que compara os jogos apitados pelos 8 acólitos e os apitados pelos outros, supostamente mais ou menos agnósticos. 




"Vamos ter os padres que escolhemos e ordenamos nas missas que celebramos". E quem são esses oito magníficos? Ei-los!


+FCPorto

Acresce ainda que, num outro email, o Adão dos Infernos confessa que foi ele que captou Manuel Mota para a arbitragem profissional. E o preparou, evidentemente. Seguindo as instruções do "primeiro-ministro".

Para complementar a pintura, seria também interessante analisar o que os recém-ordenados andaram a fazer, os famosos "padres"-proveta. Fico a aguardar, baluartes.

Se o que o insuspeito (pela devoção) Expresso noticiou é mesmo verdade, pode ser que alguma coisa resulte disto. Uma pequena investigação que não saia da quadratura do círculo e possa descansar no arquivo morto com a maior brevidade. Só para dizer que existiu e tal. Ou, por improvável milagre, ser realmente investigado e levado até às últimas consequências, que é como quem diz, até à cabeçorra do polvo, o tal de bigode farfalhudo.

Será que em vez de um rato enfezado, a montanha vai parir filetes de polvo? Ver para crer.


- - - - - - - - - -


Enquanto nada se resolve, eis que a caldeirada se vai cozinhando em lume brando. Hoje, de fininho, a FPF divulgou a classificação dos árbitros relativa a 2016/17. Quem quiser descarregar o documento, pode fazê-lo clicando aqui.

Jorge Sousa foi primeiro (cumpriu sempre nos jogos decisivos sem penalizar a seita), Soares Dias segundo (ai, aquele derby em Alvalade...) e, pasmem-se, o papa-campeonatos Carlos Xistra completou o pódio.

Continuando, o quarto classificado foi o sempre fiel Bruno Paixão, logo seguido pelo Ferrari vermelho. Só depois aparece Hugo Miguel, o artista de Braga, maravilhosamente auxiliado pelo 4º árbitro que não fala francês Tiago Antunes.

Outras classificações de relevo: a salvação do péssimo Rui Costa (big brother was watching for you), bem como do abençoado Manuel Mota e, para fechar coberto de doce ridículo: o homem dos roubos de Capela ficou isento de classificação, assegurando assim mais uma época ao serviço do "primeiro-ministro". Quão absurdo se pode ser neste país?

Ah, coitado do Antunes, acabou mesmo por descer, tal como o filho do dono da tasca de Fafe. Mas não tenham pena deles, muito em breve hão-de estar a video-inclinar disfarçados de gente séria e competente, vai uma aposta?



Do Porto com Amor,

Lápis Azul e Branco



*Sim Júlia, foi de ti que roubei o título. Sorry.




10 comentários:

  1. Caro lápis,

    Em primeiro lugar tenho que dizer que, a ser verdade o que PARECE transparecer do conteúdo destes e-mails, isso deve envergonhar qualquer benfiquista.

    Dito isto, penso que há demasiadas coisas que parecem "mal contadas" nesta história...

    A começar pelo facto de a denúncia ter sido "anónima". Mas porquê? Então o Francisco J Marques não assumiu que os documentos estavam em sua posse??

    Bem... É que as denúncias, quando não se comprovam, podem trazer consequências (onerosas) para quem as faz. Ora, se o FCP tem tanta certeza, então não podia ter feito as denúncias em nome próprio??

    Por outro lado, e com isto não estou a retirar a eventual legitimidade aos documentos, parece-me que forjar um e-mail é fácil e nem sequer requer grandes "skills" tecnológicos.

    Na sequência disto, temos logo que nos questionar sobre como é que estes foram obtidos. É que violar um servidor de e-mail não é fácil.

    Finalmente, devemos ter em conta que o Pedro Guerra, à data dos e-mails, não tinha qualquer função nem no Benfica nem na BTV. Da mesma forma que o Adão Mendes, ao que já vi escrito, também não tem qualquer função de "influência" na arbitragem.

    Ou seja, ainda que "soe mal", isto vale tanto como uma conversa de café!!

    Por outro lado, é sempre interessante ver que em 1º e 2º lugar está um árbitro que, ao que se diz, pertenceu à claque do FCP em jovem e a outro árbitro cujo nome de família está também indelevelmente ligado ao FCP e, nomeadamente, ao período do "Apito Dourado".

    E, tudo isto, com uma direcção da liga e um Conselho de Arbitragem que não foram apoiados pelo SLB.

    Mais, o Porto tem mais campeonatos no reinado do Vitor Pereira do que o Benfica. Mas, afinal, em que é que ficamos??...

    Vamos esperar para ver o que isto dá mas, sinceramente, penso que não vai dar em nada. De resto, penso (e desejo), que se prove que os e-mails até sejam forjados.

    Por outro lado, reparo que deixou de se falar da constituição do plantel do Porto para a próxima época e, a reboque destes e-mails, ninguém ainda reparou que o FCP tem feito uma GRANDE INSISTÊNCIA junto do CA para que, ao contrário do que pretende Fontelas Gomes, o vídeo árbitro seja controlado por ex-árbitros e não por colegas no activo de escalões secundários.

    Se calhar até vamos ter árbitros nomeados ou investigados no caso "Apito Dourado" a controlar o vídeo árbitro... Em nome da verdade desportiva, claro!!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Pedro

      A sua argumentação é de cartilha, a todos os níveis, pelo que não vou refutar ainda outra vez, tantas foram já as em que o fiz.

      Como tenho dito, cada um acredita no que quer acreditar, aproveitando a onda dos factos alternativos. A realidade, essa, parece contar cada vez menos.

      O Apito Dourado, como lhe chamam, foi um processo que nada tinha a ver com o Porto (nem tão pouco o Boavista), mas que foi vergonhosa e parcelarmente aproveitada pelos zelotas lampiões, liderados pelo inenarrável Ricardo Costa. Os mesmíssimos factos de que o Porto e Pinto da Costa são acusados eram práctica corrente em muitas "igrejas", com especial destaque na de Carnide. Aliás, há também escutas do vigarista dos pneus a escolher árbitros (o João "pode ser" Ferreira, agora responsável de destaque na arbitragem), mas essas parecem não ser relevantes nem indiciadoras de nada. Curioso.

      Quando chegou aos tribunais (os verdadeiros, aqueles que supostamente estarão acima de clubites e fanatismos - ou, no mínimo, bem mais afastados do que os da "justiça" desportiva), zero. Nada. Bola para fora do estádio. Os danos desportivos, esses, foram bem reais.

      Tanto que o Boavista teve direito a indemnização choruda, por ordem da verdadeira justiça, muitos anos depois. Outra vergonha escandalosa foi a forma como a FPF silenciou os axadrezados, com meia-dúzia de tostões. Vergonhoso para quem aceitou, em primeiro lugar. Mas isso são outros quinhentos.

      Neste caso é bem provável que seja como diz, que nada disto seja admissível enquanto prova em tribunal. Os factos, no entanto, não se alteram. É corrupção, tráfico de influências e viciação de resultados desportivos. Se não quer ver, não veja - mas cuidado, não vá cair ou chocar de frente com algo duro, que o possa magoar.

      "hoje, quem nos prejudicar, sabe que é punido": isto vale mais que mil apitos cobertos de fruta e chocolate, isto é a espada sempre pronta a cair em cima de qualquer árbitro, seja ele de que clube for.


      Eliminar
  2. Os emails é apenas mais uma prova de como o Benfica tomou controlo da arbitragem, conquistando-o ao FCP. São as expulsões inexistentes de jogadores do SLB, a impunidade com que jogam em campo, os penalties dos adversários que nunca são marcados. E depois, a descida de divisão de Marco Ferreira que tinha arbitrado a final da taça, é demonstrativo do "trabalho feito nos bastidores". O esquema está montado, com um quadro de árbitros quase na totalidade do Benfica. É bom que estes 8 árbitros estejam identificados, pois tal vai criar-lhes pressão acrescida e terão mais cautelas quando arbitrarem o SLB.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Salvam-se as virgens impolutas do Sporting, não é assim? :-)

      Eliminar
    2. Verde Protector
      Não tenho dúvidas de que Bruno de Carvalho se pudesse controlar a arbitragem, o faria. Mas não tem essa capacidade. Recordo Rudolfo Reis sobre a arbitragem: Porto já mandou, Benfica manda agora e Sporting quer mandar. É muito verdade.

      Eliminar
  3. Interessante como classifica o Expresso de insuspeito (se é publicado no Expresso deve ser verdade!!!) e Francisco J. Marques, Baluartes como uns brincalhões que publicaram uns alegados e-mails dum fanfarrões.
    Pedro Guerra não será só um fanfarrão. Além de ser cunhado e irmão de "jornalistas" de ter trabalhado com a "nata" destes freteiros, foi só acessor do Ministro da Defesa, esteve na Assembleia da República como acessor dum pseudo partido do Governo e agora é o principal mentos do verdadeiro 1º ministro deste País.
    Desvalorizá-lo apenas como um fanfarrão é o mesmo que dizer que Carlos Janela é um comentador independente das coisas da bola em Portugal!!!!
    São criminosos e devem ser tratados como tal.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "Insuspeito", porque tendenciosamente centralista, repartindo amores entre os da segunda circular...

      O que Pedro Guerra é (tal como RGS e muitos outros, independentemente do clube ou religião) e as responsabilidades que já teve, diz muito do país que somos. E merecemos.

      Já vimos a habilidade com que a PGR lidou com o tema, avisando de antemão que ia fazer qualquer coisa, não se desse o azar de apanhar alguém com as calças na mão. Merecemos, porque permitimos.

      Eliminar
    2. Tem razão, a jogada da PGR é ainda mais reles que as artimanhas de Pedro Guerra & Base de dados de amigos.
      Claro que todos temos culpa, por muito que insistam que a culpa é da SAD. Fomos nós que permitimos que chegassemos a este estado.

      Eliminar
  4. Sabes, acho que estás desgraçado! Não devias ter oferecido o milhão. Eles aí estão, caro amigo. É o que dá prometer dinheiro a corruptos :)) Foste tu! Bem hajas! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se fui, estão a superar-se, porque até agora não reclamaram a recompensa :-)

      Eliminar

Diga tudo o que lhe apetecer, mas com elevação e respeito pelas opiniões de todos.