Do Porto com Amor: Tolhidos dos Pés à Cabeça

terça-feira, 3 de abril de 2018

Tolhidos dos Pés à Cabeça


Adorava ser o pessimista que muitos optimistas sem fundamento acham que sou. Era sinal que hoje não tínhamos perdido no Restelo e que continuávamos no primeiro lugar.

"Em teoria, o Porto tem o seu jogo mais complicado na deslocação ao Benfica R (de Restelo), pela normal dificuldade que sentimos nesse jogo e por tudo o que os da filial vão querer oferecer à casa-meretriz.", escrevi após a derrota em Paços.


Foto de Carlos Alberto Costa

Lamentavelmente, demonstrou-se que sou mais para o realista. Hoje mas não só, porque este foi apenas mais um andamento de uma série muito fraquinha de exibições, que só não deram mais nas vistas por força das sempre salvadoras vitórias que fomos conseguindo pelo caminho. 

Aliás, este é um dos dois pontos importantes que quero passar nesta crónica, que de análise ao jogo propriamente dito terá muito pouco: se houvesse equilíbrio nos erros de arbitragem nos jogos dos três candidatos nas jornadas já disputadas, a derrota desta noite representaria apenas um encurtar de distâncias dos perseguidores para o líder, pouco ou nada relevante na caminhada triunfante até aos Aliados.

Como todos sabemos - mesmo os que fazem de conta que não sabem - não foi assim. O Porto, enquanto esteve na mó de cima, jogou e fez o suficiente para ter pelo menos mais SETE pontos do que tem hoje e os sem-vergonha um a menos (empate nas Aves: +2 pontos; empate com sem-vergonha: +2 pontos para nós e -1 para eles; empate em Moreira: +2 pontos). Isto sem contabilizar eventuais benefícios indevidos dos outros nos seus restantes jogos.

Este sete pontos seriam mais do que suficientes para ganhar o campeonato ainda em Abril, até porque não é difícil antecipar os efeitos psicológicos antagónicos que provocariam no Porto e nos da Segunda Circular e consequentes repercussões nas respectivas exibições.

Aconteça o que acontecer, nunca deixarei isto cair no esquecimento, tal como não deixo os (pelo menos) cinco títulos viciados que os sem-vergonha festejaram desde 2005.


Sobre o jogo, quero começar por dizer que é absolutamente vergonhoso que um adepto faça centenas de quilómetros e que o seu bilhete não lhe permita ver o jogo com as mínimas condições exigíveis. Já nem falo em conforto ou segurança, falo mesmo de conseguir ver o jogo. Cheguei já com o jogo a decorrer ao sector das claques e tive de ver toda a primeira parte a espreitar por entre cabeças, tal o excesso de pessoas presentes para o número de lugares. É ridículo e inadmissível, mas como estes são os que vão sempre, façam o que lhes fizerem, continuarão a tratar assim os adeptos visitantes. Lastimável.

Sobre o que vi ou fui vendo dentro de campo, uma outra lástima. Uma equipa totalmente perra, presa de movimentos e de ideias, aparentemente receosa do que finalmente lhe acabou por acontecer. É difícil entender como é que as cabecinhas dos jogadores não foram trabalhadas para estarem preparadas para enfrentar este jogo tão importante. Não se viu um passe de ruptura, não se viu um remate de longe, não se viu ninguém a arriscar poder ser feliz: tudo e todos retraídos, toques curtos e lateralizados ou balões sem velocidade para a defensiva contrária anular com toda a facilidade. Uma verdadeira lástima.

É verdade que o Belenenses foi feliz pela elevada eficácia que conseguiu, mas os erros foram nossos. Do primeiro golo nem falo, mas o segundo é uma falha de marcação colectiva, inadmissível e só compreensível à luz desse desnorte a que me refiro. Tolhidos dos pés a cabeça, todos os nossos. Mais grave do que os golos sofridos foi o que não conseguimos fazer. Tivemos oportunidades, várias, mas todas desperdiçadas, ora por finalizações ridículas, ora por boas defesas do GR adversário.





Notas DPcA 



Dia de jogo: 02/04/2018, 20h00, Estádio do Restelo, CF Os Belenenses - FC Porto (2-0)


Nota (6): Iker, Maxi, Ricardo

Nota (5): Felipe, Telles, Herrera, Soares, Danilo

Nota (4): Osório, Sérgio Oliveira, Brahimi, Aboubakar, Paulinho, Gonçalo 

Sérgio Conceição (3): Outra derrota impensável e desta vez quase merecida, de tão mau que foi o nosso jogo. Pouco importa o que se diga agora sobre opções, o que é factual é o desperdício de três pontos e uma exibição assustadora. O principal responsável neste tipo de derrota só pode ser o treinador. A equipa tem de melhorar, mas Sérgio Conceição tem de melhorar antes dela para que isso seja possível. Tem sete dias para o conseguir. Acredito sinceramente que o vai fazer.


Outros Intervenientes:


Quanto à equipa da SAD que é a rameira preferida da meretriz Sem-Vergonha, nada a dizer que não seja felicitar pelo resultado, com destaque para o guarda-redes André Moreira como o corolário desta equipa bem montada por Silas.

Sobre a arbitragem e dadas as condições em que vi o jogo, nada a dizer por agora. Se algo surgir entretanto, cá voltarei.




De repente, o Porto da segunda metade da época passada parece ter regressado. Há que o repelir de imediato para os confins do esquecimento e voltar a agarrar as rédeas do nosso destino. Este é o segundo ponto importante que vos quero transmitir agora, em cima desta derrota calamitosa: quem continua a mandar no que nos vai acontecer somos nós. Seis vitórias nos seis jogos derradeiros significam que atingimos o objectivo, mesmo com tudo o que nos fizeram pelo caminho (e vão continuar a fazer até final e ainda com mais força, como é óbvio).

Já no próximo jogo, vamos ter o mesmo Aves da primeira volta, a querer lamber as botas enlameadas do dono, recorrendo a todos os expedientes para o conseguir. A apitar e na sala de vício, estarão uns quaisquer atentos a tudo o que possam fazer para ajudar ao desígnio nacional do Portugalistão. No seguinte, dez vezes pior. E se em nenhuma das duas tropeçarmos, assim continuará até final. JÁ SABEMOS QUE VAI SER ASSIM, NÃO HÁ QUE FINGIR!

A começar pelos jogadores. Não podem continuar a discutir com os árbitros ou a deixarem-se envolver em querelas com adversários fraudulentos: se querem ser campeões, têm mesmo de vencer os jogos apesar deles. Não há nem haverá volta a dar enquanto toda esta corja não for finalmente varrida e colocada atrás de grades.

Isso significa jogar muito mais do que têm feito, em especial nos jogos fora do Dragão. Há que recuperar a força colectiva que nos fez chegar até aqui (Marega incluído nesse pacote, conforme venho insistindo). Como sempre até agora, tem a palavra o mister Sérgio Conceição.

Agora sim, acabaram-se em definitivo as margens para errar. Se voltarmos a falhar, falharemos de vez. Agora sim, é preciso que o espírito das Antas se entranhe neste grupo de jogadores ainda sem títulos e os ajude a serem os homens que podem e têm de ser. Contra TUDO e TODOS os sem-vergonha, como sempre foi.


Do Porto com Amor,

Lápis Azul e Branco



20 comentários:

  1. Nada como sermos traídos por aquele em quem mais confiança depositamos.
    Otários.
    O que eles se devem rir!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Naturalmente quem começou a guerrear os nossos.
      Tínhamos iniciado um combate hercúleo há longos meses. Quando finalmente o país despertava para as denúncias dos inúmeros crimes e as autoridades envergonhadas começavam a actuar é de dentro que o ataque é mais demolidor. Agora, numa semana decisiva, autoriza o nosso capitão Marcano a subscrever uma fantochada orquestrada pelo sindicato dos jogadores.
      Se isto não é ferir de morte a luta que encetamos?!!

      Eliminar
    2. E o que é que o meu caro (que acha que os jogadores e treinadores lêem blogues e afins) está a fazer agora ao nosso treinador? Guardemos as conclusões e acusações para o final.

      Eliminar
    3. "Ai quem me dera....fazer algo ao nosso treinador..."
      Alguém twitou há tempos que não acreditava no que o treinador declarou sobre o Director de Comunicação. Não poderia estar mais de acordo. Se o caro Lápis tiver memória verificará que não sou o único. Se for ao arquivo não só comprovará que estava totalmente de acordo consigo, como escrevi que SC deveria preocupar-se mais em preparar a equipa e fazer o seu trabalho que imiscuir-se no trabalho dos outros e ainda estavamos 5 pontos à frente, quando parecia heresia criticar o espalha brasas.

      Eliminar
    4. Cometeu esse erro, está cometido. Não gostei nada, conforme escrevi no momento. Mas de que adianta agora estar a repisar isso?

      Tal como não adianta estar sempre a dizer que SC isto e aquilo, todos vimos a miséria que foi o jogo do Restelo e alguns dos anteriores. Está feito e nada o pode mudar.

      O que está por fazer são estes jogos até ao fim da época. Sobre esses é que importa concentrar todas as nossas energias.

      No final da época, cá estaremos para tirar conclusões. Até lá, apoiar e sofrer com os nossos. Parece-lhe bem?

      Eliminar
    5. Sofrer com os nossos todos os dias. Se tinha esperança que podíamos dar 6 em Liverpool, não vai ser agora, nem nunca, que vou deixar de ter esperanças de limparmos isto tudo.
      O que me deixa piurso é sermos nós próprios a entregarmos o ouro aos bandidos, muito mais que os padres, bispos ou abades e esperarmos sempre pelo fim, quando não há nada fazer, para corrigirmos o que quer que seja.
      Por muito que nos custe, perdeu-se a exigência do tribunal das Antas e passamos a ser como os lampiões ou lagartos em que basta um jogador dar um toque de calcanhar ou um treinador mandar umas lavercas e já é o maior do mundo.

      Eliminar
    6. E agora eu respondia "pois perdeu-se de facto muito, a começar pelo essencial exemplo que vinha de cima" e lá voltavamos à conversa do costume...

      Eliminar
    7. Vá lá Lápis. Mais do isso. Quem vai para todo o lado, sofre com toda a certeza mais do que qualquer outro e ao ver ruir progressivamente as prestações da equipa, sabe que não pode resumir tudo ao "se foi o escolhido a culpa é sempre do ..."
      Sabe muito bem que a equipa não é tão fraca como isso, que o 11 e as substituições não são ordenadas por quem quer que seja. Sabe que não há interferência na área técnica, senão contratávamos o Bruno de Carvalho para a SAD e nos transformávamos numa filial do circo de Alvalade.
      Se considerarmos aceitável que possamos perder o campeonato com Aves, Moreirense, Paços de Ferreira e Belenenses, então não nos resta mais que contratar Fernando Santos e rezarmos muito, mas mesmo com muita fé.

      Eliminar
    8. O que eu digo é que ainda não é tempo para balanços. O sofrimento vive calado, por agora.

      Eliminar
  2. Deixa-me rir... Com tanta azia requentada e com tanta falta de memória..

    ResponderEliminar
  3. Eu não consigo entender este crónica... Ou melhor, ENTENDO!!

    É a frustração de um resultado inesperado, mas isso não explica tudo o que aqui é dito (escrito).

    A tónica nas arbitragens é errada, falaciosa e, em última instância, redutora.

    Todos os clubes têm razão de queixas da arbitragem e, no caso dos 3 grandes, isso é quase sempre FALSO. Os 3 grandes são SEMPRE os mais beneficiados. Essa é a verdade.

    No que toca à comparação entre eles, as diferenças também não serão grandes.

    Eu não gosto de falar de arbitragens e, não o vou fazer... Excepto para dizer o seguinte: o Porto tem uma ENORME razão de queixa este ano, que foi o lance do golo anulado no Dragão contra o Benfica. Esse jogo valia mais do que 3 pontos. Mas também já foi beneficiado noutros jogos.

    O Porto está em 2º porque não foi capaz de ganhar ao Paços e ao Belenenses. E não foi por causa dos árbitros!

    Enquanto os adeptos e, principalmente, as estruturas não se convencerem disso, estarão sempre atrás dos outros. Essa é a verdade.

    O Benfica teve uma VERGONHOSA participação na champions, foi eliminado com uma ponta de injustiça da Taça e não passou a fase de grupos da Taça da Liga... Mas tem feito o seu caminho calmamente, quase sempre em 3º... E foi com algum demérito dos adversários, que está em 1º a 6 jornadas do fim.

    Bottom line: o Benfica tem feito o que lhe compete, ganhar jogos, e os adversários não.

    Eu disse, desde o princípio, que o plantel do Porto era curto, e penso que isso está a vir a nu agora. Não só pelas lesões, mas também por algum cansaço.

    O FCP ainda não perdeu nada e, ganhando na Luz, penso que será campeão! Mas que está mais difícil, lá isso está...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não, meu caro, não.

      O Porto perdeu com o Belenenses porque jogou mal e foi ineficaz. Mas o Porto está em segundo porque as arbitragens lhe sonegaram pelo menos 7 pontos através de erros grosseiros.

      Se não pode ou não quer entender a diferença, não sou eu quem lhe vai tentar explicar.

      Eliminar
  4. Triste, muito triste e desolado caro Lápis, pelo resultado, pela prestação da equipa, por mais uma vez termos claudicado quando não podíamos nem devíamos. Não me interessa se devia jogar o A em vez do B ou C em vez do D, ou se o Treinador devia optar por esta ou aquela táctica ou ainda se acertou nas substituições, depois do jogo e do resultado seria fácil ir por aí, o que me parece é que, fosse qual fosse a equipa apresentada os jogadores deveriam estar preparados, sobretudo mentalmente, para enfrentar com outro discernimento as dificuldades que o jogo lhes apresentaria e saber lidar com a pressão que esta ponta final do campeonato inevitávelmente lhes coloca e aqui entendo que não estiveram à altura, daí a prestação atabalhoada, sôfrega e pior, a derrota. Agora, é um facto que continuamos a depender de nós mas não temos margem de manobra, é ganhar e ganhar os jogos que faltam. Altura também para os jogadores mostrarem que têm de facto estofo de campeões. Mas que não está fácil, não está.

    Um abraço

    ResponderEliminar
  5. Mas alguém no seu perfeito juízo acha que ainda temos hipóteses de ganhar o campeonato? Jogadores sem classe treinador teimoso que não aprende com os erros. Presidente ausente.Deixemo-nos nós de lirismos e a equipa de rodinhas ridículas que depois não têm correspondência nos jogos. Como eu gostava de estar enganado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pronto, estou louco, aceito. Mas estou, até que deixe de ser possível estar.

      Um abraço

      Eliminar
    2. com este tipo de jogo e muito mais dificil ganhar a aves, estoril, moreirense e assim do quie ao sporting e ao benfica, muito mais, para ganhar a SC basta defender com 10 e esperar uma dadiva

      Eliminar

Diga tudo o que lhe apetecer, mas com elevação e respeito pelas opiniões de todos.