Do Porto com Amor: Aveiras, Braga e Cartilha - O ABC do Crime

quarta-feira, 12 de abril de 2017

Aveiras, Braga e Cartilha - O ABC do Crime



Vamos levar com o Hugo Macron Miguel em Braga. Havia piores? Havia. Mas o histórico deste senhor árbitro com o Porto é tudo menos positivo para o nosso lado. Quem não se lembra do empate em Tondela esta época ou da derrota em Alvalade na anterior? Até quando vencemos o mesmo Sporting no Dragão, em meados de Fevereiro, o campo pareceu demasiado inclinado em nosso desfavor.

 

Um árbitro que se farta de apitar jogos do seu cliente Sporting, mas que "curiosamente" quase nunca apita o Benfica. Esta época, apenas dirigiu a mais do que sempre garantida vitória no Restelo. Na anterior, apadrinhou a vitória dos lampiões de Lisboa contra os de Braga... precisamente na pedreira. Ele há coincidências...

Desta vez, sabendo que o seu cliente Sporting torce pela não-conquista do tetra da treta, será pelo menos imparcial? Ou outros valores falarão mais alto? Nomeação de alto risco para o Porto, é o que é. E sabendo que do outro lado vamos apanhar o vigarista Marafona, fico muito, muito preocupado. 

É essencial que os jogadores sejam bem preparados para o que os espera.

Nada assentaria melhor aos cartilhados do que ir a Alvalade com o conforto proporcionado por um deslize nosso em Braga. Só nós o poderemos impedir, jogando o que for preciso para garantir a vitória. E pode ser preciso muito.


- - - - - - - - -


Já agora, um aparte quanto ao anti-jogo: desta vez, foi o Rio Ave quem se queixou do jogo sujo do Setúbal e de Bruno Varela, o que desmente a minha ideia de que o problema seria mais do jogador do que de Couceiro, o treinador. Esta reincidência dá razão ao senhor Silva, que logo gritou "premeditação" aquando do jogo no Dragão. Vergonhoso.


- - - - - - - - -


Ontem assistimos a mais uma reveladora emissão do Universo Porto - da Bancada, onde foram divulgados os nomes dos paineleiros que recebem a cartilha. Paineleiros e não só: desde o próprio Ventoinhas aos reputados jornaleiros Rui Pedro Braz e José Nunes, passando pelo passarão do Rola, todos são contemplados com a cartilha (na íntegra ou avulsa, conforme o caso).



Evidentemente que o que está em causa não é a existência da cartilha (também apelidada de Al-Carnidão), mas outras coisas muito graves:

1) O seu conteúdo propagandista, incendiário, mentiroso e sectário;

2) A proliferação da doutrina lampiânica oficial através dos seus papagaios, que praticamente apenas se limitam a transmiti-la, abdicando de elaborar o seu pensamento próprio - condição fundamental sobre a qual se apresentam em cada um dos seus espaços de intervenção;

3) O desmascarar da mentira tantas vezes repetida por todos os paineleiros benfiquistas de que não havia concertação de discurso nem uma imposição de cima para baixo;

4) O envolvimento directo do presidente do Benfica, que também é um dos maiores devedores do falido BES, como António Costa e Mário Centeno bem sabem.


- - - - - - - - -


"Graves", evidentemente, para quem se preocupa em ser reconhecido como uma pessoa/instituição honrada, credível e de bem. Para os demais, são peanners.




Afinal, quando uma instituição tão omnipresente na sociedade portuguesa como é o SL Benfica tem conhecimento daquilo que as suas claques ilegais fazem a cada deslocação ao Norte do país e mesmo assim as continua a financiar - transporte, combustível e portagens, o que se pode esperar e exigir dos Canelas que proliferam por esse Portugal a fora?

E já agora, como qualificar essa postura do SL Benfica perante o seu gangue privado de arruaceiros criminosos?

E o que pensar do que é confessado por Hugo Gil, um reconhecido propagandista lampiânico?

E que associação fazer ao que tem revelado o blogue sportinguista Mister do Café, aqui e aqui, por exemplo?

E que relação tem todo este establishment com a não-instauração de um processo sumaríssimo a Samaris que o impediria de jogar os próximos jogos?



Meus amigos, Portistas, benfiquistas ou de outra nação qualquer: não há coincidências. E agora, já só não vê quem não quer mesmo ver. Fica a dica para a auto-reflexão.


Ah, falta ainda a piada do dia: Nuno "Ferrari vermelho" "deixa lá marcar um penálti que já está 5-0" Almeida é o nomeado para a previsivelmente complicada visita do Marítimo à Luz. Só mesmo a rir em tons de amarelo é que isto se aguenta.   



Do Porto com Amor,

Lápis Azul e Branco




2 comentários:

  1. Problema: no fim do dia, passarão os anos e será mais um campeonato. Podemos chamar-lhe do túnel, do colinho, da fruta, whatever. Vai contar como os outros.
    Solução: ganhá-lo! Passar os sorrisos amarelos para o outro lado, contra tudo, todos e against all odds - vai Phil.
    Precisamos de competência maxima dentro e fora do campo e alguma sorte em todo o lado, para escalar a inclinação. Só essa vitória marcará o início do fim deste status quo. Eu cá já comprei arroz. Adoro arroz de polvo...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ei... afinal é fácil... vamos a isso! (eu levo a farinha e ovo para panar os filetes)

      Eliminar

Diga tudo o que lhe apetecer, mas com elevação e respeito pelas opiniões de todos.