Do Porto com Amor: Análise da Época 2016/17: Parte Três - O Veredicto

terça-feira, 18 de julho de 2017

Análise da Época 2016/17: Parte Três - O Veredicto


Agora que já temos uma perspectiva mais condizente com a realidade sobre os desempenhos colectivo e individuais na época passada, é chegada a altura de separar os homens dos meninos, o trigo do joio e os craques dos pernas-de-pau. 

Quem fez o suficiente para continuar a merecer envergar a azulebranca? Quem se tornou indispensável? Quem não pode mesmo voltar a calçar no Dragão? É o que vamos já saber. Em minha opinião, naturalmente.
 



Ainda antes dos veredictos, a indispensável atribuição dos Pedrotos e os Lopeteguis do ano, que são os Óscares e os Razzies DPcA e que distinguem quem merece ser distinguido, para o bem para o mal:


Jogador do Ano DPcA: Marcano!

Continuo a minha via sacra penitencial, após ter desejado com todas as forças que o Iván tivesse guia de marcha no final de 2015/16. Sim, era ajustado, mas não, não lhe permitiria este notável renascimento e a vitória final no ranking DPcA. Pronto, mais dez chibatadas e a coisa faz-se. Parabéns hombre, que seja para continuar...

Candidato(s) vencido(s): Felipe, Alex Telles, Danilo, André Silva


MeC do Ano DPcA: André Silva!

Primeira metade da época em grande estilo, sendo o verdadeiro abono de família em tempos de míngua de golos. Deu sequência ao bom final de época anterior e confirmou-se como jogador de elite. Tanto que, mesmo com a quebra na segunda metade, foi o primeiro a ser comprado. Boa sorte menino AS, até um dia!

Candidato(s) vencido(s): Corona


Revelação do Ano DPcAAlex Telles e Felipe!

Desta vez optei por uma revelação sénior e em dose dupla, pela importância que ambos tiveram logo no seu ano de estreia. Empatados em pontos, não tinha como escolher um sobre outro...

Candidato(s) vencido(s): Soares, Diogo Jota, Rui Pedro 



"La Cucaracha" do Ano DPcA: Herrera!

E eu digo não dá... não dá, não dá, não dá... porque tu só fazes cacá... cacá, cacá, cacá... Too little, too slow, too strong, too wrong, too late. Adiós!

Candidato(s) vencido(s): Adrián, Depoitre (por uma lasca) 


Prémio DPcA "O Que É Que Estou Aqui a Fazer?"Depoitre!

"Pedido expresso do treinador". Ou talvez não. Pinheiro? Nããã, tronco mesmo. Obrigado, Huddersfield!

Candidato(s) vencido(s): Adrián 


Prémio DPcA "Quando For Grande Quero Ser Treinador"NES!

Amorfo. Flipcharter. Errático. Submisso. Idiota. Ponto.

Candidato(s) vencido(s): Gustavo Santos


- - - - - - - - -


Arrumada a cerimónia, é tempo de vomitar o glitter (perdoem-me), mandar o smoking para a lavandaria e voltar a equipar calções e chuteiras. Vamos aos Veredictos DPcA!



Baliza


Rankings DPcA - médias do sector: 153 /2.220/ 6,21


Nota 1 - Legenda: pontos/minutos/pontos por jogo

Nota 2: entre parêntesis, as médias de 2015/16 para comparação

Nota 3: para as médias de sector, apenas entram jogadores com pelo menos 450 minutos disputados


- - - - - - - - - - - - 

1 - Iker Casillas (36 anos)

Depois de mais uma boa época, a dúvida estava apenas na questão salarial. Resolveu-se graças à boa-fé de ambas as partes, pelo que obviamente continua. E capitão, de preferência.

Rankings DPcA: 269 / 3.870 / 6,26 (vs. 236 / 3.600 / 5,90 em 2015/16)

Veredicto: FICA

- - - - - - - - - - - -

12 - José Sá (24 anos)

Foi vítima dos afastamentos precoces nas taças nacionais, limitando-se assim seis jogos oficiais. Em todo o caso, as indicações foram positivas e tem muito para evoluir. Com Iker garantido e Vaná contratado, o melhor seria um empréstimo para jogar. E regressar um dia.

Rankings DPcA: 37 / 570 / 6,17 (sem utilização oficial)

Veredicto: TALVEZ

- - - - - - - - - - - -

24 - João Costa (21 anos) 

Deverá seguir a sua formação competitiva na B, garantindo uma terceira via e aproveitando os pontuais treinos na equipa principal para queimar etapas à custa da experiência de Casillas.

Rankings DPcA: sem utilização oficial

Veredicto: FICA (B)

- - - - - - - - - - - -

Saídas: (?) 

Entradas: Vaná
 
Conclusão: Casillas a titular e Vaná na rectaguarda, com oportunidades nas taças nacionais. Estou tranquilo.



Defesa


Rankings DPcA - médias do sector: 209,5 /2.908/ 6,07

- - - - - - - - - - - - 

5 - Iván Marcano (30 anos)

Passou do "SAI" da época passada para o MVP da época. Fica sempre a dúvida sobre qual será o verdadeiro Marcano, mas para já está 2-1 em épocas positivas e assim eu aposto no 3-1 em 17/18.

Rankings DPcA: 300 / 4.170 / 6,52 (173 / 2.966 / 5,24)

Veredicto: FICA

- - - - - - - - - - - -

28 - Felipe (28 anos)

Chegou ao futebol europeu já madurinho, pelo que a inevitável adaptação se deu sem sobressalto de maior. Foi um reforço de luxo, contribuindo decisivamente para a solidez defensiva da equipa. Continua, pois claro.

Rankings DPcA: 279 / 4.080 / 6,20

Veredicto: FICA

- - - - - - - - - - - -

13 - Alex Telles (24 anos)

Muito boa época de estreia do ex-Galatasaray, fazendo esquecer (kind of) a partida de Alex Sandro. E o que mais me entusiasma, é que ficou a sensação de que ainda pode fazer bem melhor. Venha de lá!

Rankings DPcA: 279 / 4.017 / 6,20

Veredicto: FICA

- - - - - - - - - - - -

2 - Maxi Pereira (33 anos)

Teve mais dificuldades do que na época de estreia, a que não será alheia a passagem de mais um ano. Nota-se que lhe custa mais recuperar a forma após uma paragem e a velocidade já não é a mesma. Compensou com toda a experiência e fez uma época positiva. Fica a dúvida sobre como reagirá após mais uma volta ao sol. Fico bem se ficar, pouco preocupado se sair.

Rankings DPcA: 214 / 2.985 / 6,11 (267 / 3.732 / 6,36)

Veredicto: FICA

- - - - - - - - - - - -

21 - Miguel Layún (29 anos)

Depois de ser a surpresa, foi a decepção. Uma época muito irregular e errática, sugerindo macaquinhos no sótão; de que género, desconheço. Fiquei desgostoso com a sua atitude em alguns jogos, com a recepção ao Rio Ave à cabeça. Acredito na redenção, mas não estou seguro que aconteça, pelo que encaro com bons olhos uma boa transferência.

Rankings DPcA: 138 / 1.554 / 5,52 (260 / 3.610 / 6,34)

Veredicto: TALVEZ

- - - - - - - - - - - - 

4 - Willy Boly (26 anos)

Utilização insuficiente para permitir qualquer tipo de conclusão, ainda que preliminar, sobre a sua real valia. Quando jogou, oscilou entre o bom (Turim) e sofrível (Tondela). Teria condições para continuar e mostrar quem é de facto, até porque custou uma boa maquia.

Rankings DPcA: 47 / 642 / 5,88

Veredicto: FICA (EMPRESTADO)

- - - - - - - - - - - - 

45 - Inácio Santos (21 anos)

Noventa minutos num jogo ingrato na Taça da Liga que me deixaram com vontade de ver mais. Não vi, porque não houve oportunidade, mas deu a sensação de ter qualidade para se vir a impor mais adiante. Este ano, com o regresso de Rafa, também não deve ter grandes oportunidades, pelo que B ou empréstimo para rodar.

Rankings DPcA: 6 / 90 / 6,00

Veredicto: FICA (B)

- - - - - - - - - - - -

52 - Fernando Fonseca (20 anos)

Boa prestação quando foi chamado de recurso e em emergência para a deslocação aos Barreiros. Todavia, não sei se já estará pronto para assumir a equipa principal em definitivo, pelo que aposto em mais um ano de B ou eventual empréstimo com boas perspectivas de jogar.

Rankings DPcA: 6 / 85 / 6,00

Veredicto: FICA (B)

- - - - - - - - - - - -

Saídas: Boly 

Entradas: Rafa Soares, Ricardo Pereira (?), Diego Reyes (?), Martins Indi (?)


Conclusão: Muito para minha surpresa, o comportamento defensivo foi quase sempre de bom nível. Talvez não tanto como alguns de nós o pintaram, porque a sorte e o desacerto do adversário também contam, mas em todo o caso muito positivo. Neste momento, continua a faltar um bom central, que rivalize com Marcano e Felipe logo à chegada. E um quarto central, que poderá ser Indi ou Reyes, embora pareça improvável a continuidade de ambos no pós-estágio. Nas laterais, não havendo surpresas, parece tudo encaminhado. Saindo Ricardo Pereira, há que repensar.



Meio-Campo


Rankings DPcA - médias do sector: 199,7 /2.289/ 6,00

- - - - - - - - - - - - 

22 - Danilo Pereira (25 anos)

Época de confirmação, se tal fosse preciso. Teve uma oscilação de rendimento na fase mais crítica e decisiva do campeonato, mas sabemos bem que não foi por ele (nem por nenhum outro jogador) que não acabamos campeões. Para amarrar bem amarrado durante muito tempo...

Rankings DPcA: 273 / 3.597 / 6,66 (282 / 3.558 / 6,41)

Veredicto: FICA

- - - - - - - - - - - -

30 - Óliver Torres (22 anos)

O regresso do menino pródigo ficou claramente aquém das expectativas, culpas repartidas pelas opções do treinador e pelo que fez aquando da primeira passagem. Tem uma margem imensa para melhorar e certamente vai fazê-lo.

Rankings DPcA: 238 / 2.777 / 6,10 

Veredicto: FICA 

- - - - - - - - - - - -

25 - Otávio (22 anos)

A rodagem fez-lhe muito bem, regressou um senhor jogador. A capacidade de penetração e desequilíbrio com a bola e sem ela são as suas melhores armas, mas creio que tem mais, se para isso for trabalhado. Começou em grande e caiu com uma lesão, regressando depois já sem o mesmo fulgor. Mas valeu como (excelente) amostra.

Rankings DPcA: 204 / 2.002 / 6,18

Veredicto: FICA

- - - - - - - - - - - -

20 - André André (27 anos)

Menos utilizado do que há dois anos, foi uma das decepções face ao que tinha projectado. Apareceu em bom nível já na fase final da temporada, o que reactivou a minha fé. Conseguirá ser digno dela?

Rankings DPcA: 198 / 2.294 / 6,00 (227 / 2.499 / 6,14) 

Veredicto: FICA 

- - - - - - - - - - - -

16 - Héctor Herrera (27 anos)

Para quem ainda tivesse esperança no chico, esta época deve ter sido o quanto baste para acabar com ela. Errou bastante, muito e ainda mais, até finalmente ser afastado da titularidade. Ironicamente, regressou mais adiante e em bom plano. Mas a questão é que só isto não chega, nem de perto, para ser jogador do Porto. Teve mais do que oportunidades, é tempo das despedidas. Sem olhar para trás.

Rankings DPcA: 178 / 2.151 / 5,09 (207 / 2.841 / 5,59)

Veredicto: SAI

- - - - - - - - - - - -

6 - Rúben Neves (20 anos)

Época na sombra de Danilo, porque a sua condição de "6" foi assumida sem reservas e quase sem excepções. Terá evoluído menos do que todos desejávamos, mas, note-se, ainda só tem vinte aninhos. Toda a carreira pela frente. Que deveria ser feita cá, mas não vai. Uma grande perda para o Portismo, digam o que disserem. Shame on them.

Rankings DPcA: 107 / 910 / 5,94 (201 / 2.277 / 5,74)

Veredicto: FICA (VENDIDO)

- - - - - - - - - - - -

18 - João Carlos Teixeira (24 anos)

Uma das surpresas no defeso passado, chegou como jovem talento desaproveitado (pelo próprio, imagino). Gostei do que lhe vi, ainda que pouco. Quero ver mais este ano, pode ser?

Rankings DPcA: 53 / 167 / 5,30

Veredicto: FICA

- - - - - - - - - - - - 

15 - Evandro (30 anos)

Não conseguiu impor-se em nenhuma das épocas que passou no clube e nesta última quase não contou. Saiu naturalmente ainda em Janeiro. A melhor das sortes, porque sempre teve um comportamento exemplar.

Rankings DPcA: 21 / 131 / 5,25 (103 / 793 / 5,72)

Veredicto: SAI (VENDIDO)

- - - - - - - - - - - -

3 - Sérgio Oliveira (25 anos)

Foi preterido pelo treinador bem cedo na época e rumou a Nantes no mercado de Janeiro. Eu ainda acredito nele, mas parece-me que somos cada vez menos neste grupo restrito...

Rankings DPcA: 11 / 53 / 5,50 (106 / 1.240 / 6,24)

VeredictoTALVEZ

- - - - - - - - - - - -

Saídas: Rúben Neves

Entradas: Mikel (?), Sérgio Oliveira (?),

Conclusão: a saída de Rúben levanta a questão da sua substituição. Há quem aponte Mikel, eu simplesmente não o vi jogar o suficiente para ter uma opinião - e, portanto, tenho reservas. A saída de Danilo seria uma tragédia irreparável, pelo que vou assumir que não vai acontecer. A concretizar-se a imperiosa saída de Herrera, será obrigatório contratar um outro médio, mas desta vez em bom jogador, se possível.



Ataque


Rankings DPcA - médias do sector: 190,3 /1.935/ 6,00

- - - - - - - - - - - - 

10 - André Silva (24 anos)

Início fulgurante de temporada, retomando onde tinha parado na época anterior. Foi, durante o longo inverno, o abono-de-equipa, parecendo por vezes ser o único com permissão para marcar. Entrou em quebra (mais psicológica do que física) e dela nunca conseguiu verdadeiramente recuperar, até porque Soares o empurrou para uma ala. Ok, não foi Soares, foi o idiota. Mas enfim, o resultado foi o mesmo. Tempo perdido e talento desperdiçado. Que agora já não voltam mais.

Rankings DPcA: 277 / 3.425 / 6,30 (69 / 800 / 5,75)

VeredictoFICA (VENDIDO)

- - - - - - - - - - - - 

17 - Jesus Corona (24 anos)

Tenho a certeza que já vos confessei que sou um grande admirador do Jesús (note-se o acento no "u"). É daqueles que parece ter tanto futebol que não sabe como o ordenar dentro de si, de forma a exibi-lo ordeira e eficazmente para gáudio dos seus companheiros e adeptos. No entanto, mantenho intacta a esperança de ser ainda aqui no Porto que alguém o ajude a ser o que pode. Vamos a isso, Sérgio?

Rankings DPcA: 260 / 2.220 / 6,34 (207 / 2.311 / 5,91)

Veredicto: FICA

- - - - - - - - - - - - 

19 - Diogo Jota (20 anos)

Um lampiãozito cheio de potencial, que ajudou bastante a equipa em vários momentos da época. Apesar da tenra idade. Uma pena que não seja possível (será?) chegar a acordo com o Atlético de Mendrid para o seu ingresso em definitivo. A mim, deixa saudades - sobretudo do muito que nunca chegou a fazer. 

Rankings DPcA: 230 / 1.960 / 6,05 

Veredicto: FICA (FIM EMPRÉSTIMO)

- - - - - - - - - - - - 

8 - Yacine Brahimi (27 anos)

Começou a época a treinar à parte e depois foi miraculosamente reintegrado. Demorou a responder, mas reapareceu e não poucas vezes foi o único jogador que parecia capaz de desatar os nós das defesas contrárias (ou de NES, não sei bem). Voltou a ficar aquém do que poderia ser, mas fez uma época positiva. Eu defendia que fosse o primeiro a ser (bem) vendido, pelo histórico, mas voltando ao tema das redenções... quem sabe se?...

Rankings DPcA: 206 / 1.960 / 6,65 (262 / 3.215 / 6,24)

Veredicto: FICA

- - - - - - - - - - - - 

29 - Soares (26 anos)

Chegado ao Dragão tão triunfal quanto inesperada e necessitada, com uma primeira meia-dúzia de aparições de fazer beliscar qualquer adepto. Enfim, regressou à Terra logo depois, mas a obra estava feita. Terá de provar este ano que não foi obra do Espírito Santo...

Rankings DPcA: 110 / 1.437 / 6,47

Veredicto: FICA

- - - - - - - - - - - -

59 - Rui Pedro (19 anos)

Depois de ser o milagreiro inesperado contra os matrafonas de Braga, regressou com naturalidade à sua condição de júnior e por vezes suplente. O que foi mau para ele, porque lhe retirou minutos de jogo preciosos na B - tanto mais que, na principal, foi quase sempre chamado em desespero de causa. Mas milagres não há sempre. Nem o Nhaga os consegue. Espero que continue a jogar regularmente pela B, porque não o vejo ainda pronto para dar o salto. E por baixo fica o abismo...


Rankings DPcA: 74 / 236 / 5,69

Veredicto: FICA (B)

- - - - - - - - - - - -

9 - Laurent Depoitre (28 anos)

O flop do ano, sem margem para dúvidas. A única coisa que se safa é aquele golo ao Chaves... e o facto de quase nos terem dado o mesmo que demos por ele há um ano. Aqui sim, milagre!

Rankings DPcA: 59 / 606 / 4,21

Veredicto: SAI (VENDIDO)

- - - - - - - - - - - -

11 - Adrián (29 anos)

Hum... não.

Rankings DPcA: 44 / 341 / 5,50

Veredicto: SAI (?)

- - - - - - - - - - - -
 
7 - Silvestre Varela (32 anos)

Um regresso sem nexo e que cedo se fez questão de demonstrar. Agradecido por tudo, Silvestre, mas o teu tempo no Clube já tinha terminado (como aliás bem sabias).

Rankings DPcA: 23 / 226 / 4,60 (166 / 1.728 / 5,35)

VeredictoSAI (DISPENSADO)

- - - - - - - - - - - - 

23 - Kelvin (24 anos)

Peça de museu. Já está.

Rankings DPcA: 5 / 21 / 5,00

Veredicto: SAI (EMPRESTADO)

- - - - - - - - - - - - 

Saídas:  André Silva, Varela, Kelvin, Bueno (?)

Entradas: Hernâni (?), Aboubakar (?), Marega (?), Galeno (?)


Conclusão:a saída de AS abre uma vaga para o artista principal de grande área. Será Soares o homem? Não se sabe, mas em todo o caso, será sempre preciso (pelo menos) mais um goleador. Sou totalmente contra o reingresso de Aboubakar, porque quando se trata de valores, nem sempre os financeiros podem falar mais alto. É um péssimo precedente que se (re)abre. E precisamos claramente de outro flanqueador, que não sei se poderá ser Hernâni.


Resumo: nesta fase da pré-época, parece claro que precisamos de um central, de um goleador e de um extremo, só para referir os mais prementes. Veremos se quem já cá está poderá dar conta de alguns desses recados (de todos, não me parece possível). E se ainda sairá algum dos "insubstituíveis"...

Entretanto, venha de lá a bola a rolar. Torneio no México, para começar. Que fominha de bola, senhores...



Do Porto com Amor,

Lápis Azul e Branco



5 comentários:

  1. Só li metade, depois concluo. Mas devo desde já dizer-te que isto é uma roubalheira sem qualificação possível!! Como é que o Gustavo Santos perde? Como? Escandâlo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querido, não seja assim :-)

      Percebi a dica do comprimento, mas trilogia são 3, tive de cumprir.

      Venha de lá a conclusão. Fico sempre curioso sobre o que "pensa" quem nada percebe de bola...

      Eliminar
    2. Pensa quase o mesmo do que tu. O que se compreende, uma vez que quem nada percebe de bola só sabe de futebol um bocadinho mais do que v.exa. Incha!
      Talvez um 8, dependendo de como vamos jogar. Com um maio-campo a 3, vai-me faltar o Battaglia.. E o Sisto! Mas esse falta sempre.

      Eliminar
  2. Caro Lápis, trilogia bem feita. A história está bem caracterizada. Concordei com quase tudo e discordei de muito pouco. Pareceu-me que o Marega ficou no bico do lápis (repare, na inicial minúscula para evitar confusões). Eu já ficaria contente com um plantel 2017/18 que integrasse Ricardo Pereira, Maxi, Filipe, Marcano, Reyes, Indi, Rafa e Telles, Danilo, Mikel (este acho parece-me muito bom), 2Andre, Sergio, Oliver, Otavio e João C. Teixeira (com minutos será utilíssimo), Brahimi, Corona, Marega, Galeno (AA e BB), Soares, Aboubakar, Rui Pedro (entre os AA e os BB, este é 'mais pérola' que o AS. Não podemos é dizer isto muito alto...).
    Estou com vontade de, em Maio próximo, não me ficar pela Av. República. Vai ser mesmo nos Aliados.
    Saudações FCPortistas e continue em grande forma.
    Luís Oliveira

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Viva Luís

      De facto esqueci-me do moussa de chocolate, mas tenho a sensação que lá no fundo, foi o meu subconsciente a dizer que não acredita que o mosso(ahah)venha a ser reintegrado a valer. Para evitar confusões :-)

      E acho também que o Ricardo não vai ficar, porque a cláusula é acessível para qualquer clube inglês, segunda divisão incluída.

      Por último, o goleador. Precisamos de um, penso eu de que.

      Um abraço Portista e volte sempre.

      Eliminar

Diga tudo o que lhe apetecer, mas com elevação e respeito pelas opiniões de todos.