Do Porto com Amor: April Fools

sábado, 2 de abril de 2016

April Fools


Há dias assim. Em que o circo sai à rua, desfilando em alegre carnaval, que a todos contagia e inebria. A todos? Não. Nem todos gostamos de palhaçada.




Ontem jogou-se mais um jogo importante deste campeonato, onde o Benfica recebeu e derrotou o Braga por 5-1. Circo. Carnaval. Folia. Semos muita fortes. Incontestável. Ou parafraseando a Foca Fonseca, "quando se perde por números destes…".

Sabendo de antemão quem era o apitador - nada mais, nada menos que o soldadinho de chumbo (em pó branco) Nuno Almeida, decidi logo nem tentar ver. Até porque estava a dar wrestling à mesma hora e, desfecho combinado por desfecho combinado, o wrestling sempre parece mais verdadeiro.

Vi então um resumo de uns quatro minutos. Mais do que suficiente para confirmar a suspeita. Não sei se o Benfica venceria ou não, provavelmente sim, mas a condução por parte do árbitro, ah aquela maneira linda de conduzir o jogo num único sentido, não engana.

Faltas que não se marcam contra, faltas que se inventam a favor, umas mais discretas outras nem por isso, tudo na paz do senhor Almeida. Um santo, aquele homem. Enquanto o resultado não estava ainda a salvo de sobressaltos, muita cautela. Com tudo resolvido, teve ainda tempo para fazer o favor de acabar com essa escandaleira de estarem há mais de um ano sem penáltis contra e sem expulsões. Num lance caricato, que nem fora da área seria marcado, o palhacito pobre apitou decidido. 

"Acabou-se a conversa dos favorecimentos, vêem? Uns más-línguas, é o que vocês são. O be'fica é igual aos outros, oh, oh, penálti contra! A expulsão fica para outro dia... afinal, se não foi ainda no Restelo (Renato Sanches), em Alvalade (Renato Sanches) e no Bessa (Eliseu), ia ser agora em casa? Também não exagerem..."

São tão maus actores, tão reles farsantes, que chega a parecer impossível não ser mesmo tudo verdade. O que me preocupa em dobro, porque quem se arroga em exibir tão descaradamente os seus dotes tem que ter uma cobertura à prova de bala. Nós, Porto, andamos mesmo a dormir. Voltamos a ser comidos de cebolada, como antigamente.

Mas não. Uma mentira repetida muitas vezes nunca acaba por se tornar verdadeira.

Nem uma mais do que combinada entrada em campo de um descontrolado "fã" do novo Zébio, que por acaso até joga nas escolas do slb e assistiu ao jogo na tribuna.
 
Nem a tentativa diária de transformação de um simples vigarista (perdão, de um vigarista de grande gabarito) num magnânimo estadista.

Nem a caminhada triunfal de uma gloriosa equipa que como principal mérito tem o facto de ter sabido sobreviver para mais adiante poder beneficiar da via vermelha do #andor.

Continua naquelas cabeçorras arejadas a circular o mito de que pelo facto dos adversários não estarem tão bem como seria esperado (mais concretamente, o FC Porto), automaticamente se justifica que sejam eles a ganhar. Não. Não é assim, nem hoje, nem nunca.

Pode o Porto estar a jogar abaixo do que todos esperavam e alguns desejavam, perder e empatar de forma surpreendente e ainda assim justificar ganhar o campeonato. Não há relação directa de causalidade entre o desempenho decepcionante do Porto e os títulos do Benfica. Porque muitas vezes um Porto sofrível tem sido mais do que suficiente para um "super-Benfica". O ano passado foi assim. Só não fomos campeões porque eles foram de #colinho.

Este ano chegaram de #fininho, ao ponto de muitos os desprezarem. Não eu. Sei bem o que são e como são. E sobretudo como se movem. O seu presidente nunca deixou dúvidas a ninguém, desde que chegou ao trono disse ao que vinha - controlar as instituições que regulam o futebol, nomeadamente a arbitragem e a disciplina. 

O resultado são os quase-5 campeonatos que reclamam ter vencido neste século. Para mim não venceram nenhum, não por mérito próprio e não de forma legal. Foram o do Estoril-Gate, o do Túnel, o do Eusébio, o do #colinho e agora o do #xistra. Para mim, zero. Ah, e mais os três que ganharam de um dia para o outro (passaram de festejar o #27 directamente para o #31...).

Evidentemente, ajuda que o Porto esteja enfraquecido. Passam a ser necessários muito menos empurrões. Basta que sejam dados nos momentos certos, decisivos, para que a coisa se (des)equilibre. Para não recuar muito, este ano assistimos impávidos e serenos à bonita sequência do V. Guimarães-Benfica, Paços-Benfica e Braga-Porto. Foi o quanto baste. Com o Sporting evidentemente nunca se pode contar. Estão a viver um ponto alto da sua existência e em breve regressarão à sua deprimente normalidade.

E por tudo isto, aconteça o que acontecer daqui até final, mais uma vez não vou poder dar os parabéns aos meus amigos benfiquistas pela justa conquista de um campeonato. Aliás, a última vez que isso aconteceu corria o ano de 1994, onde venceram o tal 27º título. 

É esta a "magia" do futebol, conseguir por pessoas idóneas e bem formadas a festejar falsidades como se não as fossem. Sim, porque se a imensa maioria come a palha que lhe dão sem sequer levantar os olhos do chão, muitos há que têm a perfeita noção do que lhes é oferecido. Mas que ainda assim engolem como os demais.

Enfim. Dia das mentiras? Não, April fools' day. Deles, se julgam que nós também somos.



Do Porto com Amor



Adenda: entretido com o Barça-Real, esqueci-me de elogiar outro(s) fool(s), aquele(s) que define a calendarização dos jogos. Porto e Sporting jogam na segunda pela alma de quem?? Quantas pessoas esperam ter no Dragão às 19h00 de um dia de trabalho (no Porto)? Ah, pois, quantas menos, melhor.



15 comentários:

  1. Ah , eu gosto de o ler quando diz que Lopetegui foi roubado! Siiiiim, está bem, não precisa de explicar. Gosto na mesma! Nhahanha.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E foi mesmo. Mas não podemos ir por aí, senão teríamos que lhes perdoar. É que o basco também nos roubou (de) muita coisa e ladrão que rouba ladrão... :-)

      Eliminar
  2. E pensava eu que o Lápis tinha a firme convicção que não ganhávamos por causa do Xaninho e de estarmos orfãos de Pinto da Costa desde que a internet foi difundida.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não pensava não. Antes, sabe tão bem quanto eu que o nosso estado actual resulta da soma de várias incompetências - uma delas, a incapacidade de combater estes factores "externos", como tão bem fizemos noutros tempos e que, mais uma vez, demonstra ser uma tarefa umbilical da nossa existência ou, no mínimo, do nosso êxito.

      Eliminar
    2. Os externos, mesmo com um treinador de 3ª, uma equipa coxa, zarolha e sem categoria, deram-lhes na marmita como habitualmente. Os factores "internos" é que não sabem como tratar, pois não dominam a internet e desconhecem os Joaquim Paulos e Migueis Alexandres.

      Eliminar
  3. Uma coisa é certa; se tudo o que se diz , desde a formação dos árbitros (Jorge Coroado), ao colinho, á invasão de campo programada por um queque que até joga no clube do seu idolo, a farsa dos tuneis, a pssagem do jogo estorilista para o Algarve, então só tenho a dizer o seguinte: Luis Filipe Vieira parece um labrego, mas que é dotado de uma inteligência assustadora!
    Acho que Portugal está perdendo um grande lider para o SIS, o SEF ou mesmo o ministério da Administração Interna!!!! Se o Estado Islâmico o descobre!!!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Assustador sim (sobretudo quando ficam restos de comida no bigode), inteligente não creio. Qualquer QI modesto comporta ainda a capacidade de aprendizagem pela imitação. Que ninguém duvide que tanto Vieira como BdC se inspiraram no nosso presidente em muitos aspectos da sua actuação. Mas o presidente vermelho beneficia de algo a que nós não temos acesso: liderar o clube do regime, a quem muitos se prestam a favorecer ilícita e descaradamente. Quando em cima dessa disponibilidade adiciona chorudas recompensas, está o caldo cozinhado. Tudo muito básico, mas comprovadamente eficaz.

      E tem razão, Portugal está perdendo... sendo ele um dos maiores devedores do falido BES (honras de pódio e tudo), adivinhe quem paga.

      Eliminar
  4. E não será o Ministério da Administração Interna, o SIS e o SEF que estão ao serviço de sua majestade o Rei do Pneus?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As instituições não estarão, mas parte dos seus dirigentes e funcionários, seguramente. E nas Finanças, PJ, tribunais, por aí fora. Todos os tiques de uma bananal ditadura da América central. Explosivo, quando misturado com a política.

      Eliminar
  5. Panama papers muita matéria para o Tribunal do Dragão se debruçar. Ainda vai impugnar a classificação dos 50 mais ricos cá da Tuga.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Creio que o TdD está com azar. O clã Pinto da Costa não consta!

      Eliminar
    2. É tudo muito selectivo, ainda estão a ponderar as personalidades que dá jeito publicarem. De certeza que Balsemão, Dias Loureiro, Carlos Moedas, Luis Filipe Vieira... não constarão da lista publicável, mas entretanto já colocam em rodapé nas TVs do regime, que PC é arguido e vai a julgamento por ter contratado serviços de segurança sem alvará. O Alexandrino trata de tudo.

      Eliminar
    3. Os negócios da porta 18, eram só para fazer concorrência ao Silva. Só serviam meio quartilho de carrascão e uma sandocha de porco preto da colômbia. Trocados.
      Para encherem o bandulho e sempre em conta, tinham o museu da cerveja. Tudo à descrição por 299 euros. Qualquer destes negócios não dava para pé de meia em offshores.

      Eliminar

Diga tudo o que lhe apetecer, mas com elevação e respeito pelas opiniões de todos.