Do Porto com Amor: Isto Só Lá Vai A MAL!

sábado, 9 de setembro de 2017

Isto Só Lá Vai A MAL!


Acabei de ver a filhadaputice que foi a arbitragem dos Sem-Vergonha - Portimonense SC. Um jogo completamente subvertido pelos sacanas do apito e video-apito. Se o não-penálti de Vila do Conde foi um abuso, este vai muito além: é um ROUBO descarado, propositado e encomendado. Cereja no topo do bolo, a expulsão. 

Os VARs reviram o lance? Se sim, a sério que esperam que eu ou alguém acredite que acharam, em consciência, que era mesmo penálti e expulsão? Sem a mais pequena dúvida? Se não, para que merda servem afinal?

Já no lance que uns segundos depois resulta no novo empate do Portimonense, com apenas 10 jogadores (contra 16), o que despoletou a inquietação dos VARs, quando o fiscal de linha nem dúvidas teve e o "árbitro" se preparava para validar o golo? Terá sido mesmo o eventual offside no início da jogada? 

NÃO. Foi o sem-vergonhismo de coração e/ou carreira quem fez soar o alarme. 

E como puderam ter a certeza que estava mesmo em offside em igualmente poucos segundos, sem qualquer auxílio virtual sobre as imagens?

NÃO PUDERAM.. Ao invés de beneficiar quem ataca, em conformidade com as instruções da IB, seguiram o coração de papoila.

O aviso foi feito com antecedência: o noviço nomeado para rezar a missa sabia mais que o vigário que se sentava no camarote. Ninguém se importou, apesar do alerta.

Esta corja faz o que lhe mandam e o que lhe mandam, como tem sido demonstrado à saciedade, é vigarizar a favor dos sem-vergonha. A bem dos seus corações e dos seus futuros.




Hoje cheguei ao meu limite.

Não deixei de ser um cidadão pacato e eminentemente pacifista, mas não tolero mais este estado de coisas. Fui educado a ser educado e cordial mesmo com os mais ordinários, mas também a saber dizer "basta" quando os valores em que acredito são trucidados desta forma.

Esta corja anda a ganhar há mais de uma década de forma ilícita e debaixo dos nossos narizes. E nós impávidos, a vê-los roubar. E a rirem-se na nossa cara.

CHEGA!

Escrever a quente nunca é boa ideia. É quase garantido que amanhã me vou arrepender de o ter feito. Mas caramba, se não for a quente, acabo por não o fazer nunca. Tal como quase todos nós, gente que se sente por ser filha de boa gente. E a caravana da vergonha continuará a passar. 

CHEGA!

Da minha parte, fica feito o aviso: tolerância zero

VAR's, árbitros, dirigentes, delegados, jornaleiros e mais o raio que os parta, leiam com muita atenção: se forem desonestos, VÃO SOFRER AS CONSEQUÊNCIAS! Vão.

Nada de actos cobardes ou despropositados nem fogo cruzado sobre inocentes. Nada disso. Nada de pinturas ou montas partidas. Não. Tudo na cara, olhos nos olhos, dos que indiscutível, propositada e repetidamente viciam o jogo.

Da minha parte, um murro no focinho logo a abrir. Sem aviso prévio. E o mais que vier a seguir. Amanhã vou ao Dragão, com a infelicidade de me poder cruzar com vários destes artistas. Livrem-se. A sério, livrem-se. Detestaria abrir o telejornal da Corja da Manha.


Portistas, se não formos nós, ninguém o fará. Já chega. Se o Clube não se mexe, se as autoridades deste país fazem de conta, façamo-lo nós. Já o sugeri e repito: vamos mil, 10 mil, 100 mil, 200 mil, meio milhão se necessário à Cidade do Futebol, a ver se eles percebem. E se não perceberem, nós explicamos. À moda do Porto.

Se não vão a bem, hão-de ir a mal. Cambada de filhos de varejeiras sarnentas e sem vergonha. A promessa está feita e o desafio lançado.



Do Porto com Amor,

Lápis Azul e Branco


22 comentários:

  1. Nisso estamos completamente de acordo. Estes crápulas só entenderão uma linguagem e as pseudo-autoridades deste país, também.

    Isto que se viu hoje ultrapassa todos os limites, mesmo para os mais mansos. E não foi só no antro de podridão e do tráfico de droga!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E o branqueamento que se seguiu ainda mais repulsa me causa...

      Eliminar
  2. Exigir já árbitros estrangeiros para todos os jogos, até estes criminosos prestarem contas à justiça.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. só estrangeiros não chegava, tinham de ser civilizados também. E já agora, trazer com eles dirigentes.

      Eliminar
  3. Perderam a completa noção do razoável e do bom senso. Já nem se dão ao trabalho de disfarçar. Não sei se a revolta é a solução mas que é difícil segurar é. A curto prazo a melhor opção me parece ganhar amanhã! Ganhar depois de amanhã! Ganhar sempre... lutar sempre!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É o que faz a impunidade. Claro que temos de fazer o nosso papel, mas apenas o nosso. Assim nunca chegará. Uma fraude.

      Eliminar
  4. Ainda vou ter que andar à pancada por causa deste gajo, Deusmalivre.

    ResponderEliminar
  5. Palmas. Isto nao vai la com exposicoes aos orgaos federativos. Nao vai la com uns grafittis, nao vai la com Universos da Bancada, se eu vir a minha casa ser roubadas todas semanas e a policia nao fizer nada nao vou pegar num ferro e defender o que correcto? É igual,isto ja ultrapassa o limite razoavel, nao vai la com historias da carochinha, so vai la com justiça popular, aquela a moda antiga

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Popular mas civilizada. Não queremos ser iguais ou pior do que eles. E a justiça popular tende para isso. O que eu defendo é uma mobilização cívica massiva, para que os (ir)responsáveis sintam que há muito quem se sente e não tolerará mais este estado de coisas.

      Eliminar
  6. Que o nosso Clube não se mexe e as autoridades deste arremedo de País pior que fazer de conta andam de arco e balão associados aos festejos, é um dado adquirido. O regresso ao passado em todo o seu esplendor. Mil, 10 mil, 100 mil, 200 mil, meio milhão à Cidade do Futebol, humm...pelo estado actual das coisas é legitimo duvidar que conseguíssemos sequer aproximar-nos. Afinal, tudo corre como o conforme, a bem da Nação. Caro Lápis, não se desgaste, a única coisa a que temos direito é à indignação como diria o outro.
    Eu até só quero que o nosso FC Porto ganhe mais logo ao Chaves.

    Um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro, eu já nasci com a Liberdade, nunca me habituei a ter apenas o direito a indignar-me. Não chega, as coisas têm de mudar. A bem, se possível. A mal, se necessário.

      Eliminar
  7. Já defendo essa atitude à bastante tempo. Acho que já fomos pacientes o suficiente. Isto só lá vai à paulada. Se algum fdp desses passar por mim garantidamente lhe mando umas bocas, se ele respingar leva nos cornos.
    Força Porto contra esses Fdp.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu não defendo justiça cega e muito menos injustiça. Caberá a cada um fazer a sua análise. Importante, mesmo, seria uma demonstração de forço, com muita gente, muito zangada.

      Eliminar
  8. Como é que o nosso clube não se mexe? Quem tem exposto os criminosos e os crimes dos mafiosos de Carnide?
    Se as autoridades não actuam e são cúmplices desta vergonha, não serão os que muito falam e pouco fazem que finalmente terão de fazer alguma coisa?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, nesse ponto devo concordar que FJM tem feito por isso (em nome do Clube). E o Clube, per si, não pode fazer muito mais a este nível. MAS... ao nível do dirigismo desportivo, tem estado ausente e subserviente. Aí, tem de fazer muito mais.

      Eliminar
  9. Nojento a forma como César Peixoto e os avençados de Carnide tentam lavar o roubo no salão de festas. Estes cabrões não merecem outra coisa senão levar fortemente nos cornos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não vi, felizmente. Tenho estômago fraco. Mas é o habitual, certo?

      Eliminar
  10. Count me in! A minha mão direita já está fechada, pronta para voar para uns quantos queixos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso é à Super-Homem! Eu preferia cerrar a mão apenas em protesto, em sintonia com muitos outros milhares de cidadãos indignados com este estado de coisas. Se nem assim a mensagem passasse, bom, talvez fosse melhor os tipos apostarem forte na kriptonite...

      Eliminar
  11. não é só aos arbitros, incluir ai alguns "panieleiros e jornalistas"
    não posso concordar mais e estou certo que está para chegar.
    Quem não sente não é filho de boa gente...
    façamos a nossa parte que eles começam a olhar pelo ombro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu não excluí ninguém - se é vigarista, está automaticamente qualificado, seja qual for o ramo em que vigariza. Mas, repito, nada de justiça cega nem de actos cobardes - digo eu.

      Eliminar

Diga tudo o que lhe apetecer, mas com elevação e respeito pelas opiniões de todos.