Do Porto com Amor: Chegada ao Adro

sexta-feira, 29 de maio de 2015

Chegada ao Adro


Foto retirada de http://leoninamente.blogspot.pt/


E pronto, após um longo caminho bem percorrido, eis que o andor chegou finalmente ao destino.

E que bem encaixou este último acto com toda a jornada que ficou para trás. Aliás, tirando 3 ou 4 paragens realmente escandalosas, a bitola foi sempre alinhada pela de hoje: árbitro ora complacente, ora aparentemente rigoroso mas apenas cúmplice, assistentes ora distraídos, ora com olho de falcão vermelho, JJ a gorilar na linha lateral e quarto árbitro a babar-se por uma festinha do dono; lá dentro de campo, aos sacaninhas do costume a ligar menos à bola do que ao teatro.

A famosa evolução do futebol do SLB de JJ é mesmo isto, engolir o orgulho bacoco e megalómano que os distingue e assentar o plano de jogo nas jogadas de laboratório do chico-esperto.

O corolário foi obviamente mais um golo precedido de um bloqueio ilegal do Luisão, como tantas vezes fizeram e disso beneficiaram nestas 6 épocas. O festejo que se segue do mentor é tão gráfico que até na banda desenhada dispensaria o balão onde o próprio se congratularia "sou mesmo isperto, papo-os a todos, sou o Máior".

Como asas, os habituais Jonas e Gaitan, a caírem de toda a maneira e feitio à mais pequena brisa, que nem penas de pato bravo.

E o príncipe verruga, S.A.R. Maxi Pereira, que mais uma vez conseguiu acertar o passo a meia equipa adversária, arrancando uns quantos amarelos e chegando ao fim do jogo a voluntariar-se para a AMI. 


Hoje, como muitos outros adversários do SLB em muitos outros jogos, nem na Xbox o Benfica D (também conhecido por Marítimo) ganhava.



Do Porto com Amor



Sem comentários:

Enviar um comentário

Diga tudo o que lhe apetecer, mas com elevação e respeito pelas opiniões de todos.