Do Porto com Amor: Dicionário Lampiónico - Dragonês

quarta-feira, 15 de julho de 2015

Dicionário Lampiónico - Dragonês


Chegou hoje ao F.C.Porto Victorio Maximiliano "Maxi" Pereira Páez, internacional uruguaio de 31 anos, para assinar um contrato válido por 3 temporadas que lhe renderão cerca de €4M por época (segundo consta, sem confirmação oficial).

O que penso sobre esta besta resume-se em poucas palavras.

Nas últimas 8 temporadas, foi o caceteiro-mor do Benfica. Um jogador desprezível, com mau-carácter e violento.
Como se não bastasse, ostenta na face aquela inacreditável verruga.

E agora, ainda antes de pegarem nas tochas e forquilhas, uns excertos do Grande Dicionário Lampiónico - Dragonês:

besta: jogador intratável, com um pulmão infinito

caceteiro-mor: o jogador mais raçudo, que deixa sempre a pele em campo

desprezível: implacável, lutador nato

mau-carácter: que não tem contemplações perante o adversário 

violento: combativo, que nunca dá um lance por perdido

verruga: sinal distintivo que simboliza o seu carácter único e a sua humildade


Se fizerem o favor de substituir na descrição as palavras lampiónicas pela respectiva tradução em dragonês, ficarão a saber o que penso dele a partir de hoje.

Isto para que não me acusem de incoerência, claro está. É tudo uma questão de linguística. Found in Translation.


Feita a introdução, o que realmente me parece esta contratação?

Potencialmente, uma extraordinária aquisição em termos desportivos. Um jogador experiente mas ainda com muito para dar, habituado a jogar não só competições europeias como também a nossa liga. Prontíssimo para entrar directo no onze e nunca mais de lá sair. Excepto quando estiver suspenso por excesso de "vontade". Ou seja, no limite jogará metade dos jogos, se a benevolência para com ele acabar. Ainda assim, boa contratação.

O que me levanta algumas dúvidas é o contrato que lhe foi oferecido.

Se fossem os 4 que se dizia, seria claramente excessivo, três anos parece-me no limite do razoável. Porque estamos a falar de 4 quilos por época, uma batelada de massa que terá sempre de ser paga, jogue ele os 3 anos ou não.

E o valor do contrato. Em absoluto, porque tenho dificuldade em perceber onde iremos buscar recursos para cobrir uma massa salarial tão elevada (não é só Maxi e Casillas, são mais os jogadores a receberem valores difíceis de entender no nosso contexto). Todos queremos muito recuperar o título, mas não à custa de títulos futuros. É uma jogada de claro risco, espero que assumido. E em termos relativos, porque no balneário não faltam jogadores que se julgarão igualmente merecedores de um contrato semelhante, até pelas "marcas do Maxi" que deverão ostentar nas suas canelas. Preocupa-me que a desejada coesão do grupo comece logo a ser abalada por aqui. Mas se calhar sou eu que sou medroso.

Em todo o caso, o que está feito já não pode ser desfeito. Maxi "El Mono" Pereira é dragão e a única coisa que desejo é que continue igual a ele próprio e ponha todo o seu talento e ganas ao serviço do clube. O resto virá com naturalidade.

Para terminar, o vídeo da chegada ao estágio no FB da Tertúlia Azul e Branca. Os sorrisos de cumplicidade são impagáveis e imagino que muito dolorosos noutras bandas.

#bamospuertocarajo


Actualização: entrevista exclusiva do Pobo do Norte com a mãe de Maxi 




5 comentários:

  1. Concordo com quase tudo..Mas só não me peçam para ficar feliz com esta contratação. Da mesma forma que há quem não perdoe profissionais do Porto com varias décadas e títulos pelo clube,apenas por umas declarações infelizes,eu também tenho direito de dizer que Maxi nunca será o meu jogador favorito,por vários anos de atitudes que não gosto.
    E mais, desportivamente nunca o achei um grande jogador,logo nõão é por ser nosso jogador agora que muda a minha opinião. Podem achar que sou demasiado critico etc ,mas pelo menos tenho coluna vertebral e acordo todos dias a chamar-me Pedro.
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É justo, justíssimo. Cada um sente o que sente.
      Se fosse para ser carneiro, também não contavam comigo.

      Eliminar
  2. Sem dúvida nenhuma. Este sap...rapaz tem o traço distintivo do FCP all over. A mi me gusta Maxi. E foda-se, ninguém nos paga para ser imparciais, poi'não Lápis? :)
    Abc.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda não sou administrador... há vagas no conselho de administração da SAD da Tasca?

      Eliminar
    2. Logo que entrem os 15 milhões que o valência, ou o monaco, vão pagar pelo passe da senhora que ajuda nas limpezas, conversamos :)

      Eliminar

Diga tudo o que lhe apetecer, mas com elevação e respeito pelas opiniões de todos.