Do Porto com Amor: A Praga Arrasadora

quinta-feira, 15 de outubro de 2015

A Praga Arrasadora

Eu arraso. Tu arrasas. Mas eles, eles é que não param de arrasar, ser arrasados ou darem conta de arrasos. E isso arrasa-me!


Praga endémica ou importada? Who cares, faz comichão à mesma!

É uma chaga, uma coceira, um tormento, uma verdadeira praga.

Um dos filhos bastardos da revolução digital é a proliferação de pseudo-jornalistas, encartados à força e quase sem saber escrever, por pouco ou nada terem lido entretanto e muito menos praticado a escrita. Foi a saída fácil dos "editores-chefe" dos velhos e novos media para acolher a filha pródiga dessa revolução, a circulação da informação à velocidade da luz - ou, para ser mais preciso, à velocidade da Internet de cada um, que, como sabemos, "circula" a velocidades muito díspares.

Somando isto ao big bang de conteúdos e seus criadores que daí resultou, temos os ingredientes todos para uma receita explosiva, cujas iguarias mais servidas são o copy/paste sem verificação dos factos, a má tradução de conteúdos alheios e, o objecto deste texto, a utilização excessiva e muitas vezes errada de algumas palavras ou expressões.

Nos dias que correm, uma das mais vítimas mais abusadas é... adivinharam, a palavra "ARRASAR". Nas suas mais diversas formas, tempos e conjugações.  Hoje em dia, toda a gente ARRASA toda a gente. Pouco importa se há mesmo um "acto de arrasar" ou se a aplicação da palavra é apropriada no contexto. Porque é uma palavra fácil de ler e escrever (pouco propensa a "gralhas", uma vez memorizado que é com "ésse"), porque é moda e está ali sempre à mão e sobretudo, porque qualquer analfabruto a vai entender como bem quiser. No fundo, todos somos uns ARRASADORES e uns ARRASADOS, fazendo fé nos arrasadores bombardeamentos diários a que somos sujeitos.

Foi o treinador que ARRASOU o jogador. É o jornalista que ARRASA o treinador. É o dirigente que ARRASA o paineleiro em directo. É o paineleiro que é ARRASADO por outro paineleiro. E o dirigente que se demarca de qualquer tipo de ARRASO.

Mas não se pense que a praga está circunscrita ao futebol ou ao desporto. Quem dera, mas nem pensar. É uma calamidade pública de âmbito global.

Porque o político teve um discurso ARRASADOR. E de seguida o comentador ARRASOU os seus argumentos. E o outro político que lhe devolve uma resposta ARRASADORA. E a coligação que ARRASA e é ARRASADA umas quinhentas vezes por minuto. Tal como os descoligados, diga-se. E no final ainda vêm os humoristas da praça, ARRASÁ-LOS a todos.

E então se entrarmos no domínio da exploração da miséria e sofrimento humano (A.K.A. Correio da Manhã/CMTV), são incontáveis as impiedosas e indiscriminadas rajadas de ARRASOS que nos ("vos" ou "lhes", porque eu não "frequento") fuzilam a cada momento.

É o pizza boy que é ARRASADO pelos brilhantes repórteres no local da entrega.

É a velhinha que ARRASA o farmacêutico por não lhe vender viagra em supositórios.

É o gato que ARRASA o cão do vizinho ao passear-se impunemente pelo inacessível muro.

E o ex-funcionário público que descobriu que sofre de micoses agudas e resolve barricar-se numa agência bancária, ameaçando ARRASAR a civilização ocidental (do bairro, obviamente).


De vez em quando, lá aparece uma notícia em que um temporal arrasa uma aldeia. E outra em que um professor arrasa um aluno por mau comportamento. Mas a estas já ninguém liga, porque são ARRASOS do passado analógico...


Pois eu digo "Basta"!


À quantidade de vezes que tudo e todos já foram arrasados, neste momento o planeta Terra não pode ser mais do que um enorme cemitério de escombros e ruínas. 

Por isso, senhoras(es) pseudo-pseudo-jornalistas e afins, apanhem o próximo space shuttle e vão para Marte arrasar o raio que os arrase!



Do Porto com Amor (arrasador)



10 comentários:

  1. Respostas
    1. A small step for man"arrasated"kind, a giant leap away from stupidity :-)

      Volte sempre!

      Eliminar
  2. Bem observado! O termo "arrasar" tem sido muito utilizado.
    Recorrendo à cidade Invicta, a portuense Sara Sampaio em quase todas as sessões fotográficas, segundo quem coloca a notícia, arrasa sempre. Deve arrasar tanto que um furacão ao pé dela é uma simples aragem de ar fresco...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahh... esse será talvez o único mau exemplo... é que a Sarinha ARRASA mesmo!

      Mas todos os outros serão aceites sem reservas :-)

      Eliminar
  3. Arrasada anda a estrutura!
    Não sei quem foi o arrasado mental, que deu inicio a esta palavra, mas agora a estrutura arrasa tudo e todos!
    Ando arrasado com a estrutura e a estrutura arrasa-me!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É uma evolução... chegamos ao arraso estruturado!

      Abraço e se descobrir quem começou a praga, faça o favor de me avisar...

      Eliminar
  4. Pa, lembrei-me: se desatarem a substituir por enrabar, a coisa ganha algum potencial! :)
    Abc

    ResponderEliminar

Diga tudo o que lhe apetecer, mas com elevação e respeito pelas opiniões de todos.