Do Porto com Amor: Stop. Rebobina a fita, puxa o filme atrás. Stop. Replay

terça-feira, 19 de janeiro de 2016

Stop. Rebobina a fita, puxa o filme atrás. Stop. Replay


Nada como umas más horas de sono para pôr as coisas em perspectiva.



Já temos treinador. Thy name is Peseiro, José Peseiro.

Vamos por partes.


1 - Há umas semanas atrás, deixei bem clara a minha posição sobre a então eventual mudança de treinador a meio da época.

"Como regra, não acredito em mudanças de treinador a meio do percurso. Apenas se reunidas condições excepcionais e incontornáveis admito que a mudança possa trazer benefícios. E que condições poderão ser essas?
 
a) O treinador abandonar o clube unilateralmente;

b) Já não haver nada para ganhar na época desportiva;

c) A direcção decidir mudar de rumo, ter já encontrado o sucessor e ele estar disponível para assumir funções de imediato, começando já a preparar a época seguinte enquanto luta pelos objectivos ainda atingíveis da actual.

Mas - um enorme "mas" - no caso desta última alínea, esta opção representa para mim o assumir de um rotundo falhanço por parte da direcção. As ilações que cada sócio portista retirar do processo, deverão ser reflectidas no seguinte acto eleitoral."

Isto é o que mais releva desse post para o assunto em questão. Mas recomendo a leitura completa para melhor compreensão do meu pensamento sobre todos os intervenientes.

Primeira conclusão: Pinto da Costa e a sua direção falharam duas vezes neste processo. Primeiro, na manutenção de Lopetegui após a desastrosa época anterior. Segundo, ao despedi-lo a meio da época - contradizendo as suas convicções de há seis meses atrás - sem ter uma alternativa melhor já contratada para lhe suceder.


2 - Não havendo plano B, foi Rui Barros o cordeiro sacrificial escolhido para carregar com o peso morto desta equipa até que finalmente fosse encontrado o sucessor do basco. Conseguiu fazê-lo com sucesso nos dois confrontos com o Boavista (apurando-nos para a meia-final da Taça) mas falhou estrondosamente em Guimarães. 

Segunda conclusão: a ausência de um plano custou-nos mais 3 pontos, numa jornada em que o líder até empatou em casa com o último. E não se ouve a voz a um dirigente portista desde que tivemos a fugaz passagem pelo primeiro lugar. Haverá correlação entre uma e outra? Aposto que sim.


3 - Ontem à noite, o universo portista foi brindado com mais uma notícia estrondosa: José Peseiro é o escolhido para recolher e colar os cacos desta equipa, reabilitando-a de forma a ainda conseguirmos atingir o nosso grande objectivo de qualquer época, sermos campeões. Apesar de todas as pequenas catástrofes que já vivenciamos esta época, estamos a apenas 5 pontos do primeiro quando ainda faltam disputar 48 pontos! Quarenta e oito! Isto após uma semana em que foram apontados muitos nomes para assumir o nosso comando técnico, um deles o próprio Sérgio Conceição que nos acabou de derrotar. O que tinham em comum? Serem portugueses e (na minha opinião) os "interessantes" estarem todos empregados. E Peseiro também, já agora.

Terceira conclusão: José Peseiro não era nenhuma das primeiras opções do plano de contingência traçado à pressa pela SAD. Terá sido a quarta ou quinta solução, já apontando para baixo. É evidente que Conceição foi sondado, tal como AVB, Marco Silva e Leonardo Jardim, pelo menos. Podem não ter sido "contactados directamente", brinquem o que quiserem com o português, mas foram sondados. 

Quarta conclusão: aquele Porto a quem bastava estalar os dedos para que qualquer treinador português abanasse a cauda e suspirasse de ilusión já não existe; a dura realidade é que hoje em dia já nem sequer conseguimos convencer aspirantes a deixarem os seus medianos (ainda que muito bem pagos) empregos para virem treinar o Futebol Clube do Porto. Sim, porque não estamos a falar de treinadores consagrados, que já venceram tudo ou qualquer coisa que fosse, mas sim de técnicos jovens, promissores mas com quase tudo por conquistar no futebol (apenas AVB não se enquadra nesta conclusão, já têm CV, ainda que ganho cá ).


4 - No meio disto tudo, estão previstas eleições no clube ainda antes do final da temporada. E se nada mudar entretanto, de novo com lista única.

Quinta conclusão: seria de todo recomendável que as eleições fossem adiadas para setembro/outubro, por dois motivos principais. Primeiro, para que a actual direção pudesse ser avaliada pela totalidade das épocas desportivas que compuseram este mandato. Segundo, para que outros interessados tivessem tempo para ganhar coragem e preparar as suas candidaturas com projectos credíveis. Ainda não averiguei se alguma questão estatutária o impede, mas em todo o caso temo que apenas se a voz de muitos portistas se fizer ouvir alto e em bom som é que será colocada a hipótese do adiamento.


Termino renovando o meu apelo a todos os portistas com aspirações a serem presidentes do meu clube: se querem ter a possibilidade de conseguir o meu voto, é agora que têm que dar a cara

Agora é que o clube precisa de alternativas, para que cada um as possa comparar e escolher em função da sua avaliação. Nada poderia ser mais nocivo do que voltarmos a ter eleições de lista única. Tem que haver quem contradiga, quem esteja atento, quem pense diferente. 

O tempo da unanimidade está morto e enterrado. Quase arriscaria dizer que para sempre. 

Quem continuar na penumbra, assistindo impávido enquanto Roma é consumida pelas chamas, para depois surgir como o salvador da pátria, só terá o meu desprezo. O meu e de muitos milhares de portistas, tenho quase a certeza.


Quanto a José Peseiro, é já a seguir. Estou mesmo a acabar a digestão. A carne de sapo sempre me provocou uma azia terrível, ainda para mais em sashimi.


Do Porto com Amor




36 comentários:

  1. Meu caro Lápis,

    Subscrevo tudo e dou uma achega à quarta conclusão:

    Quem quer vir treinar o FC Porto, sabendo que vai ser gozado, humilhado, maltratado, vilipendiado, vai estar sozinho a defender-se e ao seu Clube SEM APOIO ALGUM? Só se for maluco ou novo!

    O mau nome da SAD Portista e do seu silêncio ensurdecedor já corre fronteiras! Ou achas que, dantes, não se ouvia a frase "o FC Porto tem uma estrutura sólida e altamente profissional"? E agora, ainda ouves? Pois!

    Dêem-se ao respeito e serão respeitados!

    Abraço Azul e Branco,

    Jorge Vassalo | Porto Universal

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Precisamente.

      Apenas uma ressalva: se for competente e "dos nossos", pode não ter a estrutura por trás, mas terá certamente o Dragão. E isso já será qualquer coisa, mesmo concordando que insuficiente.

      Eliminar
    2. "O mau nome da SAD Portista e do seu silêncio ensurdecedor já corre fronteiras!"

      KKKKKKKKKK Nos foruns da UEFA o Platini já está farto de destratar da mesma forma o F. C. do Porto...à esperem...esse est~´a preso..ou quase

      Eliminar
  2. Boa tarde,

    É a primeira vez que comento apesar de ler regularmente os seus posts.

    Os meus parabens. Transfere para o texto, exactamente o que sinto. Sou sócio e accionista do FCP. Sinto que é chegado o momento de viragem no clube ou que no minimo se apresentem alternativas a este modelo de gestão autista e em muitas situações bacoco.

    RAOC

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Seja muito bem vindo RAOC, ainda que lamentando as circunstâncias.

      O meu ponto é precisamente esse, o de haver alternativas que obriguem todos a exigirem mais de si próprios e de quem os acompanha.

      Abraço portista

      Eliminar
  3. Imbicto LAeB,

    É particularmente interessante ler os pontos 4 e 5. Concordo totalmente.
    Não faz sentido, em termos teóricos, existirem "convenientemente" eleições antes de findos os períodos de avaliação.
    Para mim, é particularmente preocupante duas coisas: sondar Conceição no momento em que foi (o homem foi, de facto, vertical, ao contrário do nosso timing); ninguém querer botar cá o pézinho. Estamos queimados devido a várias questões, nomeadamente quando ao mérito nunca reconhecido, à subjugação da personalidade (Lopetegui foi do contra e deu no que deu), à falta de respeito por parte dos árbitros, à falta de defesa do treinador em momentos difíceis, ao facto de serem segundas opções e ainda ao momento do clube.

    Baía abriu a boca. Pode não ter sido - como sempre - da melhor forma, ou no melhor local. Porém, algo começa a mudar. É apenas um sinal que, dada da forma que foi, também demonstra que Baía (ou Oliveira) não podem ser a resposta.

    Pode ser que os medos comam o criador. Fernando Gomes pode ser o game changer por todas as razões e mais alguma, sem estar com isto a dizer que votaria nele.

    Imbicto abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho indecente gamar à descarada o sapo alheio, ainda por cima em sashimi. Mas está perdoado, à conta da idade e da indigestão. :)
      Só uma coisinha, a que propósito se havia agora de reclamar tempo? ENtão mas é AGORA que há problemas? Ou AGORA é que precisamos de um salvador? Olhe, dou para isso dos salvadores tanto como você: desprezo.
      Abraço Portista (incha! :))

      Eliminar
    2. Caro Imbicto

      Nesta fase não estou ainda a alinhar putativos candidatos, mas já por várias vezes referi que aqueles que hoje se escondem na penumbra não me merecem qualquer crédito.

      O Baía - um dos jogadores que mais admiro - revela ser pouco inteligente. Pelas associações, pelo conteúdo e pelo timing. E eu não quero alguém pouco inteligente na presidência do meu clube. Acima de tudo, transpira rancor por não ter sido "devidamente" acarinhado pela estrutura aquando da sua breve passagem pelo clube.

      Por FG refere-se ao bibota?

      Mais importante para mim é saber de projectos e das equipas que se propõe implementá-los.

      Já estive a ver os estatutos e não encontrei viabilidade de adiamento de eleições (apenas antecipação e por motivos previstos).

      Abraço portista

      Eliminar
    3. Seu Silva, não quero salvadores (muito menos capitalizados com maiúscula).
      Quero a concorrência de projectos credíveis. Estou convicto que grande parte de tudo o que não tem corrido bem se deve à falta dela.

      E pegue lá, por ser para si: abraço Portista

      Eliminar
  4. De facto a Igreja Universal tem razão.
    A estrutura do F. C. do Porto, tem de ser tão profissional como a do Sporting ou do Benfica, no mínimo e isso não tem acontecido.
    Onde fizemos a berraria que fazem Bruno, Octávio e Inácio, na defesa da Excelência que era o nosso treinador? Onde tratamos Lopetegui como eles trataram Marco Silva? Como conseguiremos arranjar o nosso Pedro Guerra e Rui Gomes da Silva que civilizadamente e com ponderação defendem a excelência da sua estrutura?
    Uma estrutura sólida e altamente profissional vende Garay por 35 milhões, eleva Mantorras a idolo nacional, Gaitan e Salvio não são vendidos por 60 milhões cada porque não precisam e faz festas a Eusébio semanalmente. É claro que do outro lado, Carrillo, Adrien e William Carvalho já estão vendido por mais de 80 milhões por cabeça.
    Nós como amadores que somos, vendemos o Danilo que é anedota em Espanha por meia dúzia de pesetas, enfiamos um barrete ao Real com Pepe e vejam lá com Casemiro, demos o Mangala, o Jackson, o Alex Sandro e ainda pagamos para o Hulk, Otamendi, Falcão irem embora.
    Somos mesmo miseráveis.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sem me querer substituir ao Jorge, não me parece que os da segunda circular sirvam de termo de comparação para o que quer que seja. A não ser para fazer o oposto.

      A longevidade de PdC como presidente deveu-se ao facto de a sua liderança ser infinitamente superior, alicerçada na competência e na combatividade. É este o nosso termo de comparação!

      Quem nos incutiu este grau de exigência foi o próprio PdC, pelo que não estaríamos a respeitar o seu legado se agora condescendêssemos...

      Eliminar
    2. Mundo real: Paulo Ferreira - 20; Deco - 21, Ricardo Carvalho -30, Derlei de muletas - 8, Carlos Alberto - 9; Seitaridis - 10; Maniche - 16; Diego (Saldo) - 6; Pepe - 30; Anderson - 32; Bosingwa - 22; Quaresma - 25; Cissoko (esse mesmo) - 15; Lucho - 18; Lisandro - 24; Meireles - 13; Bruno Alves - 22; Falcão -45; Alvaro Pereira - 11: Guarin - 11; Hulk 85% - 4; João Moutinho - 25; James Rodriguez - 45; Otamendi - 12; Fernando - 15; Mangala 30,5; Danilo - 22, Jackson - 30, Alex Sandro - 25; Casemiro -7,5.
      Campeões Nacionais às gigas; Bi Campeão Europeu; Campeão Mundial, Taça das Cidades já sem feira, etc, etc...

      Mundo virtual e paralelo dos volta Lopetegui e queremos a cabeça de Pinto da Costa:
      Melhor academia do Mundo e arredores
      Se quisermos vender o William acabamos com o passivo. Vamos ser campeões ...algum dia. Não dei um pintapé no cu do árbitro porque tive medo que ele gostasse.... uns vouchers para os Srs. Juízes sem qualquer intençãozinha....
      Taças da Liga, umas taças do tempo do Pátio das Cantigas e mais umas migalhas oferecidas por Lopetegui

      Ah grande Pinto da Costa, obrigado por ser bem diferente dessa gentalha.

      Eliminar
    3. Tudo certo, mas qual é ponto que pretende vincar com isto? Já lhe respondi acima deste...

      Eliminar
    4. Era mais para o pastor da Igreja Universal que escreve que o Porto é Zero, nada, nada, nada, nada, nada e promete um levantamento popular se JNPC não prestar esclarecimentos à sua pessoa, por estar 12 dias sem a companhia de Lopetegui e por estar velho, acabado, inerte, tótó e não se ter adaptado aos novos tempos da realidade virtual e das medicinas alternativas ou bruxedos. Que diz que Pinto da Costa é o rosto do escroque que tem provocado mau nome da SAD Portista e do seu silêncio ensurdecedor que já corre fronteiras.

      Eliminar
    5. Meu caro, comentários como este seu último não acrescentam nada à discussão. Sou tanto a favor da liberdade de expressão como da responsabilidade de expressão. Provocações sem objectivo não cumprem o meu simples requisito "Diga tudo o que lhe apetecer, mas com elevação e respeito pelas opiniões de todos".

      Eliminar
    6. Ok, já percebi, Foi-se o basco e o que interessa é a aliança para a cabeça de Pinto da Costa.
      Abraço Portista

      Eliminar
    7. Já me "conhece" melhor do que isso.

      Continue com toda a sua assertividade que é uma mais-valia para o blogue, deixe-se é de questiúnculas menores.

      E já agora, por favor invente um qualquer nome para assinar os comentários.

      Abraço portista

      Eliminar
    8. Caro Lápis,
      Porque acho que o conheço melhor, penso que não é um Portista que foi ao Dragão a 1ª vez em 2012, gostou da côr das camisolas e passou a ser um indefectivel portista. Também não acho que no seio familiar seja o único "andrade" e que nas ceias de fim de ano seja pior aturar os familiares que o final do Big Brother. Pelo contrário, penso que será como em minha casa, onde até os primos mais afastados são portistas há mais que uma geração. Até os animais de estimação são o Juary e agora o Lopetegui (um abandonado recolhido) que substituiu o Jardel que fugiu. Suponho que os jantares de família são exactamente iguais aos meus quando o Porto perde, autênticos velórios.
      Além disso, escreve como poucos, detesta a censura e a mordaça. O seu blog é sem dúvida uma mais valia para o imenso universo Portista.
      Concordando quase na generalidade com tudo o que escreve (André André e Ruben Neves, duvido que alguma vez compartilhemos a mesma opinião) há uma coisa em que NUNCA alinharei. Contribuir para Jorge Nuno de Lima Pinto da Costa, saia menorizado ou achincalhado do clube que é o nosso orgulho, o nosso sangue, a nossa família. Não que ache que fez tudo bem, pelo contrário, fez muita merda e a maior foi não ter despedido Lopetegui logo em Dezembro de 2014. Ele percebe mais de futebol a dormir que todos nós com os olhos bem abertos e com certeza viu à distância a valia do basco. Também me custa que aceite algumas coisas que se passam na SAD. O papel de Antero e o aparecimento dos palradores das selfies dos lanches de lagosta e lavagante. Alguns dos negócios também me são estranhos, mas que diabo quem vende Anderson por 32 milhões e Cissoko por 15, tem que ter muita margem de tolerância. O que quero dizer é que chegamos onde chegamos, com gente de grande valia e grande paixão pelo Clube; Comendador Gomes, Pedroto, Poncio Monteiro e muitos outros, mas o grande obreiro de tudo foi sem dúvida Pinto da Costa.
      Imune a críticas? Não, nem ele nem ninguém.
      Mas ver os astros todos a alinharem-se reclamando a sua cabeça na torre das Antas, isso nunca. Lopetegui estava a demolir rapidamente, pedra por pedra, tudo o que foi construído nesses ultimos 30 anos.
      O caro Lápis dizia que ...deveria terminar a época, sabendo (como todos) que nada ganharia uma vez mais. Qual era o objectivo? Desculpe a pergunta directa, mas só posso admitir que sabendo o resultado, era responsabilizar quem o contratou criando-se o ambiente propício ao aparecimento dum Fernando Gomes ou mais tarde dum sr. Moreira ou qualquer aventureiro com ânsia de protagonismo. Desculpe se não era isto que lhe passou pela cabeça, mas ao ver os contorcionistas zelotas, rifeiros, pragmáticos e alguns Portistas, com a mesma ladaínha, imaginei o objectivo.
      Pedindo desculpa uma vez mais pela franqueza, a isso direi sempre, Não.

      Eliminar
    9. Podes pensar o que quiseres, é muito fácil vir dizer coisas sem dar a cara, tu que prezas insultar os outros, e cria lá a tua realidade à tua vontade. Mas a verdade é a seguinte.

      - Critico construtivamente, não destrutivamente.
      - Nunca pedi, nem pedirei, a cabeça do Nosso Grande Presidente, como eu lhe chamo. Quero-o é interventivo e disponível, ou que outros falem por ele, se ele não quer ou não pode. Tudo o resto é fantasia dessa cabeça demente.
      - Defendi Lopetegui, como Vitor Pereira, Jesualdo, Villas Boas, etc, desde o tempo de ROBSON, que foi quando comecei a ver futebol. Se tinha disponibilidade pessoal ou financeira para vir ao Dragão antes, é algo que só a MIM diz respeito.
      - Pegando nesse ponto, tu que achas que eu me acho superior, olha bem para a tua proza e diz-me lá bem quem se arma em quê.
      - Insisto, não gostas, não leias, agora, nem aqui te vou responder mais.
      - E podes soltar a tua bílis o quanto queiras, não quero saber da tua opinião para NADA!

      Eliminar
    10. Caro Anónimo

      Agradeço a franqueza com que expôs o seu "modus pensandi".

      Será sempre complicado retorquir por escrito e em poucas linhas, mas vou tentar. Pinto da Costa é um dos poucos ídolos "desconhecidos" que tenho (os conhecidos são os meus pais), ainda que a minha definição do conceito elimine a parte de "seguir cegamente" seja quem for, é próprio da minha natureza. E se é um dos meus ídolos é precisamente por ter sido a força motriz que conseguiu congregar à sua volta milhares de pessoas e com isso, construiu o Porto que conhecemos hoje. É o principal arquitecto de uma obra ímpar e notável. Isto nunca ninguém lhe poderá retirar, haja um portista à face desta Terra.

      Disto isto, ninguém (sobre)vive do passado. Ainda menos num clube de futebol. Nos últimos anos, acumularam-se as decisões no mínimo questionáveis na gestão do clube (desde contratações e projectos falhados a "alimentar" principescamente o filho à custa do clube, entre várias outras coisas), decisões essas que a mim me levam a querer que apareçam alternativas credíveis, para que possa ter escolha na altura de votar e para que o presidente se sinta obrigado a ser mais exigente consigo próprio e sobretudo com quem se deixa rodear (por).

      A questão que coloca de ele poder sair menorizado ou achincalhado do clube, pois só o próprio o poderá evitar. Não conheço nenhum dirigente, de qualquer espécie, com mais capital "político" do que JNPC, pelo que teve (e ainda tem) todo o tempo do mundo para planear a sua saída pela porta maior, como merece - o que não é de todo normal em qualquer instituição democrática como é o Porto. Se não o fizer, a opção será sua e terá de viver com as consequências. Não pode é esperar que eu me resigne a assistir ao clube a afundar-se (se for esse o caso). Tão simples como isto.

      Abraço portista

      Eliminar
    11. Uma vez que o Jorge Vassalo já se "defendeu", dou por encerrado este tipo de troca de mimos estéril. Se não for de algum modo construtivo para o que se debate, não publico. Espero que compreendam, aliás, tenho a certeza de que sim.

      Eliminar
  5. amigos nao adianta falar de eleiçoes , se pinto da costa quiser concorrer ganha, ninguem vai contra ele, uma coisa temos todos nos, e reconhecimento por quem nos tornou grande e nao abandonar quem foi nosso comandante de tantas batalhas que ganhamos, se ele tiver que cair que caia de pe e connosco ao lado, cairemos todos juntos e erguer nos emos com mais força. UMA PALAVRINHA PARA VITOR BAIA QUE SE CONSPORCOU COM A VASSALAGEM POR TOSTOES A LISBOA, NUNCA SERA PRESIDENTE OU SEJA O QUE FOR NO PORTO, FOI GREDES ( DETESTADO POR SINAL EM BARCELONA), UM IDOLO MEU ( ou ex idolo ja nao sei ), MAS SCOLARI PELOS VISTOS TINHA RAZAO FALTA LHE CARATER.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Vidente, para mim não está em causa quem vai ganhar as próximas eleições, mas sim que não sejam de lista única. Às vezes também se ganha perdendo.

      Sobra Baía já me pronunciei uns comentários acima, mas basicamente não se revela inteligente.

      Abraço portista

      Eliminar
  6. Lapis,
    Acho que falta referir uma razao para mandar um treinador a fava a meio da temporada:
    - O treinador esta a causar danos ao clube
    Pois vejamos:
    1. O publico ja se tinha em grande parte divorciado do treinador e da equipa e ja se vislumbrava o Dragao vazio na maioria dos jogos. Danos materiais (monetarios) e de prestigio.
    2. A benfiquizacao da equipa, com todos os erros a serem apontados ao exterior e nunca se aprender com eles, numa clara antitese do que sempre foi o nosso clube (e grande razao porque eu sou adepto apesar de toda a minha familia ser Benfica)
    3. A desvalorizacao dos jogadores, porque como e logico, jogar com aquele modelo de jogo ridiculo e antiquado nao ajuda os jogadores e nao lhes ensina nada. Isto ao contrario do que se ve no Sportem onde os mesmos jogadores que no passado pareciam cepos agora ate parecem bons porque jogam num modelo de jogo que lhes esconde as fraquezas e enaltece as qualidades...
    4. A continua desvalorizacao da formacao - Sim, fala-se de Ruben Neves, que provavelmente teria sido escolhido fosse qual fosse o treinador, mas nao se fala na quantidade de bons jogadores que estao na equipa B e que nunca tem hipoteses na A porque o Lopes preferia jogadores com musculo ao inves de tecnica e cerebro (Danilo, Herrera, etc)

    Quanto a Peseiro, e ao contrario da maioria dos comentarios que tenho visto na bluegosfera, eu estou bastante contente. Estarei aqui para assumir o meu erro daqui a uns meses se tal for o caso. Mas neste momento, tendo em conta os treinadores falados, tenho poucas duvidas de que Peseiro e um melhor treinador em termos de modelo de jogo e tactica do que AVB, Jardim, Marco Silva ou (e estas escolhas eram risiveis) Sergio Conceicao ou Paulo Bento. Estou convicto que dentro de um mes estaremos a ver um Porto a jogar bom futebol, ofensivo e a marcar muitos golos por jogo.
    Ouco muito a critica de que Peseiro perdeu tudo numa semana... mas ninguem percebe que nenhum outro levou aquela equipa fraca a disputar o campeonato e a UEFA ate a ultima... Infelizmente vi muito mais apoio e regozijo aquando da apresentacao de Lopetegui, um treinador que tinha conseguido ser despedido ao fim de poucos meses do unico clube que dirigiu do que agora a Peseiro.... Pois veremos...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas eu "ofereci" uma possibilidade de saída, caro Pancas, DESDE QUE a sucessão estivesse assegurada (alinea c). Assim, foi o chamado "golpe duplo".

      Não obstante, concordo com todos os motivos que enumera, ainda que o ponto 4 mereça um reparo: se por um lado o treinador não se "alimentou" da equipa B, por outro foi sendo ele próprio alimentado por jogadores de qualidade duvidosa. Quem os contratou, tapando o lugar aos "miúdos"?

      Sobre Peseiro, mais a frio, vou escrever amanhã. Mas fico genuinamente contente por saber que há portistas que gostam da escolha.

      Abraço portista

      Eliminar
  7. Caro LAeB

    Gostei muito do texto, que subscrevo.
    Apesar de partilhar a estupefacção quanto à escolha de Peseiro, considero que ela é apenas um mal menor em todo este processo - a gestão desastrosa da SAD levou a que as opções para a direcção técnica da equipa de futebol se reduzissem substancialmente. Espero que os jogadores e o próprio Peseiro não se sintam condicionados pelo facto da nova equipa técnica não ser, sequer, a trigésima terceira na ordem de preferência.
    Relativamente ao quarto ponto, discordo da parte em que o treinador promissor A, B ou C hesita ou recusa vir treinar o nossos rapazes; acho que é tudo fruto da conjuntura - do FC Porto, do timing, de questões pessoais, legais ou desportivas. Podemos andar à deriva, mas ainda somos um cruzador.
    A sua frase «O tempo da unanimidade está morto e enterrado» é, na falta de melhor adjectivo, lapidar...
    Para terminar, porque não o próprio LAeB chegar-se à frente e fazer ouvir a sua sábia voz? Antes que devolva o repto, não tenho capacidades para tal, vivo longe da Invicta e nunca fui sócio, sou um anónimo, mas atento, adepto que sofre pelo FCP há três décadas .
    Por favor, continue a defender o nosso clube. Eu tentarei fazer a minha parte.

    Abraço,
    BMS

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro BMS, seja bem vindo.

      Para o futuro do novo treinador, creio que dois factores serão decisivos: a firmeza de apoio que os jogadores sentirem que ele recebe da direcção e o primeiro jogo em casa.

      Quanto a fazer ouvir a minha voz (que de sábia nada tem), é enquanto LAeB que melhor o consigo fazer nesta altura. O que não invalida que enquanto sócio e accionista não repita o que penso em sede própria. Contudo, sou e pretendo continuar a ser apenas mais um portista anónimo - ainda que sempre disponível para servir o clube, se algum dia a isso for chamado.

      Eliminar
  8. Alguns ficaram apaixonados por Lopetegui, bloqueiam e questionam tudo e todos, para se aventurar a ocupar a cadeira de sonho...uns degraus mais acima do relvado.
    Até Fernando Gomes Presidente da Federação que tanto tem demonstrado o seu portismo, passa a ser um putativo candidato!!!

    Tenham calma que as eleições são em Abril. Com tempo para prepararem a próxima época.
    Até lá, temos ainda muito a decidir ou seja a ganhar, com a equipa principal de futebol do FCP.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Abril é daqui a menos de três meses... quem me dera que por essa altura já apenas alguns poucos se continuassem a preocupar com esta coisa estranha chamada eleições, era muito bom sinal. Muito bom mesmo.

      Eliminar
  9. Fico parvo com as coisas que se escrevem e treinadores que se "pedem". Por exemplo, Bielsa? Um homem que tem bastantes dificuldades em dialogar (considera-se acima dos outros e não o imagino a adaptar-se à mentalidade portuguesa) e que na Europa ainda tem que provar muito, mas mesmo muito. Isto não é a América do Sul.
    Quanto a nomes de ex-glórias portistas: todos fraquinhos, desde P. Emanuel e Domingos (acabou completamente), passando pelo Sérgio e acabando no Espírito Santo (quem nao viu o Valencia e a ausencia de trabalho táctico?). Muitos portistas acham que treinar é só mística e mandar uns berros e falar da história do FCP. Ai o que eu gostava de ver quem escreve esses comentários a dirigir uma empresa, como se bastasse motivar com reunioes e actividades de Team Building no fim-de-semana e jantaradas para fomentar o "espírito de grupo" e nao fosse preciso organizar semestralmente as actividades e as contas e ter know how sobre a actividade da empresa... E já agora, o Sérgio mostrou que nunca poderá treinar o FCP, nao tem estabilidade emocional; nem quero imaginar quantas vezes iria chorar ou gritar nas conferências de imprensa, cada vez que um jornalista fizesse uma pergunta manhosa ou um jogo corresse mal. O tempo dos Oliveiras e dos Octávios já acabou.
    E os nomes que se pedem, desde Paulo Sousa a Marco Silva e Jardim: mas alguém pode/quer deixar um campeonato a meio quando tem sucesso e numa liga com mais visibilidade que a portuguesa?
    E já agora um bocado de MEMÓRIA: mas nao foi Pinto da Costa sempre um homem de grandes riscos, de apostas fabulosas de jogador de casino? Ainda me lembro quando Artur Jorge foi apresentado, ele que tinha tido insucesso no Belenenses; caíu o Carmo e a Trindade, que o Morais é que merecia, etc, etc. E quando se fez a "limpeza de balneário", que se dizia que nem para a UEFA nos apuraríamos? E que ganhador era Jesualdo antes do FCP? Ele que tinha sido apelidado por Mourinho como burro velho que já nao podia aprender nada e de quem o meso Mourinho dizia que o seu Benfica se borrava. E Villas Boas? E Vitor Pereira, quem era, que tinha falhado duas vezes a subida com o Santa Clara, mesmo ao caír do pano, com o Santa Clara, meu Deus? E Oliveira, que tinha sido sempre despedido em todos os clubes antes de chegar ao FCP? E Adriaanse, que colosso tinha treinado? Pinto da Costa sempre foi, e será, para o bem e para o mal, um homem que arrisca, seja na vida (casamentos) seja no futebol. É isso que faz dele um grande dirigente. Hulk nao andava perdido pela segunda divisao japonesa? Quem era o gajo para se gastarem tantos milhões? Vamos dar crédito a quem o merece e vamos ver o que vai acontecer. Agora, é certo, melhor que Peseiro, nesta altura, era difícil. Vamos a jogo com o que temos, é a vida. Os melhores sao os que conseguem êxitos com o que têm, não com o que sonham.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tanta coisa acertada que apenas me vou referir às poucas com que não concordo.

      Admito que Paulo Sousa não tenha interesse, mas não acredito que Jardim ou Marco não quisessem vir de imediato, fossem outras as condições internas.

      O que distingue PdC não é o seu gosto pelas apostas arriscadas, mas antes o facto delas se confirmarem em apostas vencedoras! O oposto do que tem acontecido mais recentemente.

      A partir do momento em que for apresentado, Peseiro será o meu treinador SEM QUALQUER HESITAÇÃO. Mas não posso deixar que a aventura comece sem antes dizer o que penso à priori. No fim, será sempre simples dizer o que quer que seja.

      Abraço portista

      Eliminar
    2. Posso assinar este comentário com o meu nome?
      É que este comentário, pleno de lucidez, de frieza emocional mas de calor intelectual também é dirigido a mim e á imensa e esmagadora maioria dos portistas!!!!
      Ao ler isto o caro anónimo fez de mim uma carpideira histérica e sem sentido...

      Eliminar
  10. "Com isso, digo também que não chega um comunicado: a SAD terá de explicar-se bem para não ter uma situação tumultuosa no domingo."

    Cuidado com "eles". O pastor já ameaça com um golpe de estado no Domingo.
    É esta gente que usa o Dragão Abençoado para "botar" faladura.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não sou eu, pá! São os assobios! Nunca assobiei nem assobiarei ninguém! Deixa-te de ser obsessivo!

      Eliminar
  11. Excelente texto. Muito difícil esta digestão. Julgo que só depois de domingo é que cairei na realidade que é Peseiro no banco do Futebol Clube do Porto. Quanto a Baía, nem ele nem ninguém se candidata. Ninguém se chegará à frente. Serão mais 4 anos com Jorge Nuno Pinto da Costa e, principalmente, com esta SAD. O caminho até 2020 e a limpeza que se exige será duro... Muito duro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se ganhar de forma convincente, vai ser uma digestão fácil. O difícil será a continuidade, ganhar jogo sim, jogo sim.

      Eu não estou contra mais 4 anos de PdC, estou contra é não haver uma alternativa (credível) que seja para os sócios escolherem. E já agora, parece-me que cada um desses 4 anos só acontecerá se formos campeões no anterior... caso contrário, vai ser mesmo muito duro.

      Abraço portista

      Eliminar

Diga tudo o que lhe apetecer, mas com elevação e respeito pelas opiniões de todos.