Do Porto com Amor: P'ra Cima Deles, C@r@lho!

quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

P'ra Cima Deles, C@r@lho!





Enviado hoje para vários destinatários no Futebol Clube do Porto: 


Meus senhores, espero que todos Portistas como eu,

O que se passou ontem em Moreira de Cónegos não foi nada de novo, nem sequer o mais gravoso dos prejuízos que, jogo após jogo, nos vêm sendo causados por erros de arbitragem, mais ou menos grosseiros conforme a sensibilidade de cada um, mas sempre erros com prejuízo.

O presidente deste meu e vosso clube decretou o início de uma nova era há pouco mais de nove meses, consubstanciada com a recuperação de um plantel e uma equipa à Porto. Não sendo esse um desígnio menor, já nessa altura se sabia que o nosso futebol está manietado e às ordens do Benfica de Luís Filipe Vieira. 

Estranhei por isso, na altura, que o presidente optasse por assobiar para o lado ou aliviar para canto sempre que publicamente interrogado sobre questões directamente ligadas aos favorecimentos e actos ilícitos do Benfica, quando havíamos perdido pelo menos um campeonato à custa do infame #colinho, que, como todos sabemos, não é mais do que o filho pródigo desta rede de influências e compadrios que Vieira montou em todas as estruturas que tutelam o futebol profissional.

Erros próprios de casting na construção do plantel à parte (e haveria tanto para dizer sobre eles), a verdade é que mesmo sem produzir um futebol de qualidade e com consistência, não fosse pelo somatório de todos estes erros e seríamos lideres do campeonato, com tudo o que isso nos traria de positivo por acréscimo.

Como seja possível que ninguém, com real peso dentro do clube, se tenha ainda insurgido, publica e ferozmente, contra tudo isto, é algo que escapa à minha compreensão.

No entanto, como fica fácil de perceber, a vigarice de ontem abriu-nos uma rara janela de oportunidade para bradar a plenos pulmões, com critério e assertividade, o que se passa neste nosso podre futebol. 

Se, como tantas vezes têm demonstrado, não há no Clube quem a nível nacional consiga enfrentar o tal polvo a que hoje se referem, então pelo menos aproveitem a oportunidade para, de forma inteligente e concertada, passar uma mensagem simples, clara e que não possa passar despercebida:

"O futebol em Portugal está viciado em favor do Benfica"

Ponham o departamento de relações com a imprensa a funcionar, preparem bem a estratégia e a mensagem e façam sair um comunicado de imprensa, de preferência alicerçado numa prévia declaração pública do presidente ou director desportivo, para todos os meios que estão a dar eco à expulsão de Danilo.

Não é com respostas a tweets que lá vamos, meus senhores, é preciso que a nossa resposta seja una, clara e audível na Nova Zelândia. No mínimo, em Zurique e em Nyon. A janela de oportunidade é fugaz, não demorem a aproveitá-la. No post que publicarei de seguida encontrarão alguns exemplos de ecos da imprensa internacional, os tais que devem ser aproveitados e de que, por certo, já têm conhecimento.

O futebol português já está na sarjeta, não seremos nós a atirá-lo para lá: apenas faremos com que alguém mais repare nisso.

Sejam dignos do Clube que representam.



Lápis Azul e Branco,

Do Porto com Amor



-----------------------------------------------------


Clipping de imprensa


"Un árbitro portugués recula, choca con Danilo del Oporto... y lo expulsa"

"Esto es de traca: la expulsión más injusta de la historia

"Porto's Danilo sent off after 'Portuguese Mike Dean' runs into player and sends him flying"

Daily Mirror
"Porto ace Danilo bizarrely sent off after referee Luis Godinho stands on HIM in accidental collision"

"Watch the hilarious moment Porto ace Danilo is sent off after being fouled… by the REFEREE
Danilo's scandalous red card has left Porto fans branding Luis Godinho as the worst referee in the world
"

"Farcical Scenes As Porto Star Is Sent Off After Referee Runs Into Him"

"Most absurd red card ever? Danilo sent off after referee runs into him"  

Who Ate All The Pies
"‘I Honestly Do Not Understand The Decision’ – Porto Midfielder Danilo Sent Off After Being ‘Fouled’ By Referee"

"Most absurd red card ever? Man sent off after referee runs into him"

"Is this the worst sending off ever?

"L’arbitre lui rentre dedans… et l’expulse!"

"Portugal : L'incroyable carton rouge de Danilo"

"Porto, Danilo: video espulsione più assurda della storia" 

Tuttosport
"È questa l'espulsione più assurda della storia?"

"Porto detona arbitragem após expulsão bizarra de Danilo: veja o lance"


E pasmem-se todos os incautos, até em Portugal os merdia do costume deram o braço a torcer! Sem deixar a porta aberta para uma saída airosa, obviamente, mas lá escreveram qualquer coisa fora do (seu) ordinário.



Em contraste absoluto (mas totalmente esperado), a corja benfiquista e anti-Portista primária que parasita n'A Bola escreve que Danilo deu um encontrão ao árbitro. Como se não bastasse, perante a chapada que levaram pela clara contradição com o resto do mundo, alteraram ligeiramente o texto hoje de manhã. Cambada de rafeiros sem escrúpulos nem valores, tomara que se engasguem no próprio veneno. Ou que se cruzem comigo na rua.


Antes e depois



-----------------------------------------------------



Será Luis Godinho o mais empedernido e corrupto lampião à face da terreola da arbitragem? Claro que não (ainda que possa ser benfiquista, o que não tenho como certo nem seria um problema em si mesmo).

Será a maioria dos árbitros benfiquista no exercício das suas funções arbitrais? Claro que não, descontando uma ou outra paixão à capela.

Nada aqui me sugere algum tipo de desonestidade... ou sequer benfiquismo do árbitro
 

Haverá uma multiplicidade de pedidos expressos de dirigentes (de clubes e da arbitragem) aos árbitros para prejudicarem ou beneficiarem uns e outros? Claro que não.

No máximo, cada árbitro deverá receber duas ou três "missivas" por época, do género do telefonema de Vitor Pereira para Marco Ferreira antes do Rio Ave - Benfica. Apenas a dar o toque, a relembrar como a geringonça das classificações funciona. E depois... no pasa nada.

É só isto... e basta.

O problema está bem enraizado na própria arbitragem e pouco tem a ver com a competência dos árbitros. Claro que é desejável que todos sejam bons a apitar, mas não chega. Errar, todos erram, pretende-se que seja o menos possível e sem destinatários favoritos.

O problema está na forma como a carreira de um árbitro se faz.

O que verdadeiramente condiciona o consciente e o subconsciente de um árbitro é saber que está na bancada um observador que vai avaliar a sua prestação durante o jogo.

Quem são todos estes observadores? Que formação ou características se exigem a quem quer ser observador? Onde são recrutados? Quem os indica? Quem são eles? E quem avalia os avaliadores?

O que verdadeiramente condiciona o consciente e o subconsciente de um árbitro é saber que, para lá do relatório do observador, há um poder discricionário para aceitar ou rever essa avaliação. Como "alguém" bem entender, sem estar obrigado a justificar publica e cabalmente essa aceitação ou revisão.

Quem detém esse poder? Quem o sugeriu para o cargo? Que credenciais apresenta? Que relações tem com outros dirigentes, nomeadamente de clubes? Quem monitoriza o seu trabalho?

Por fim, o que verdadeiramente condiciona o consciente e o subconsciente de um árbitro é saber que há um poder factual - do Benfica de Vieira - que, tendo conseguido colocar nos lugares relevantes os seus devotos amestrados, assegura que toda e qualquer decisão que os prejudique ou os beneficie terá efeitos opostos nas suas nomeações, observações e classificações.


É isto, minhas senhoras e meus senhores. E basta, como bem temos sentido na pele. Até quando o toleraremos?



Lápis Azul e Branco,

Do Porto com Amor




18 comentários:

  1. Caro Lápis,
    Parabéns e obrigado pela fantástica exposição que fez e que aqui nos apresenta. Mas o que mais me preocupa é ver, por exemplo, os ingleses a chamar "ace" ao Danilo, já toda a gente tem os olhos nele!
    Abraço azul e branco.
    Fernando Resende.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, Danilo estará destinado a uma grande transferência pela sua imensa qualidade. Mas também... de que nos serve ter grande jogadores neste estado de coisas? 11 Depoitres vão dar ao mesmo.

      Eliminar
    2. Gostaria de lhe colocar uma questão, mas sei que provavelmente não terá resposta concreta para ela, pois acho que não haverá: porque disse PdC há umas semanas na inefável entrevista ao JN que "10 jornadas era demasiado cedo para analisar o trabalho de fontelas gomes" quando este Fontelas Gomes foi, em 2014-2015 e enquanto presidente presidente da APAF, dos primeiros a vir a terreiro criticar o treinador portista da altura, e até exigir-lhe um castigo imediato, por ter criticado os árbitros? Terá pdc a memória curta? Ou tê-la-à perdido de vez?
      Abraço azul e branco.

      Eliminar
    3. Meu caro, antes de mais permita-me relembrar que não passo de um simples adepto, sem acesso a informação privilegiada.

      Sobre o presidente já escrevi muito e comprometi-me (comigo próprio) a não voltar a fazê-lo antes do final da temporada (ou enquanto houver coisas para ganhar).

      Quanto à sua pergunta, tenho a minha percepção (sem informação privilegiada). Por um lado, a idade passa por todos e com ela, as prioridades alteram-se. Por outro, que ninguém duvide que o Apito Dourado ainda pesa fortemente sobre a cabeça do presidente. E por fim, reservo 1/3 também como interrogação, porque de facto há muita coisa que não consigo entender, sobretudo à luz de tudo o que Pinto da Costa foi e fez.

      Entendo a repulsa pelo escroque de Carvalho, mas nem isso chega para justificar que não se tenha dado eco a algumas das suspeições por ele levantada. O inimigo do meu inimigo, meu amigo deve ser (ainda que temporariamente)

      Eliminar
    4. Nem eu pensei que tivesse, caro Lápis, apenas o questionei como leitor assíduo que sou e por me rever na maioria esmagadora das suas publicações e posições. Em relação ao presidente esperarei eu próprio pelo fim da época também. Quanto ao labrego que está no CA, ora nem de propósito, parece que leu a minha questão para si, já viu as declarações dele hoje?
      http://www.tsf.pt/desporto/interior/presidente-do-conselho-de-arbitragem-erros-existem-e-vao-continuar-a-existir-5587346.html
      Absolutamente ridículo, imaginemos que os erros de que temos sido alvo tinham acontecido para os lados de carnide. O que diria este maldito lacaio? Que asco, que nojo!

      Eliminar
    5. Bastou-me ouvi-lo no fórum TSF para dissipar qualquer réstia de benefício da dúvida que ainda tinha sobre a que vem este bandalho. Estamos entregues aos bichos.

      Eliminar
  2. Diz o Lápis que o problema está como se constrói a carreira dum árbitro. Os observadores, etc. Concerteza, sabe que algumas criaturas são recrutadas para observadores, na Casa do Benfica lá da zona.
    Sabe quem permite tudo isso?
    Exacto, esse senhor que acha muito competente e que se diz Portista, Fernando Gomes.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Talvez seja, mas preocupa-me mais o processo como também ele chegou a presidente. Suspeito que com os votos do mesmo que escolhe os conselhos de arbitragem e disciplina.

      Se F. Gomes se vendeu, o problema é dele. O meu problema é o do meu Clube e é esse que quero resolver. Não continue a sacudir a água dos capotes de quem cabe defender os interesses do FC Porto - são esses que me representam.

      Eliminar
    2. Você continua a culpar o presidente da Camara pela politica do Primeiro ministro. Ok.
      No meu entendimento ainda temos o melhor de todos os tempos, não quero é no interior do Clube mais crápulas como Fernando Gomes e os indícios não eram animadores.

      Eliminar
    3. A analogia está bem conseguida, sim senhor, mas acontece que em nada se aplica ao meu pensamento.

      Como muitas vezes já lhe referi, a mim só interessa o meu clube e, por inerência, o que faz quem o dirige. Isto inclui também o que deixa por fazer, que nestes últimos anos é o que melhor caracteriza a gestão de Pinto da Costa: não escolhe bem os treinadores, não escolhe bem quem o acompanha e não consegue travar o #colinho. A ver se é desta que percebe e não insiste em atribuir-me o que não me pertence...

      Eliminar
  3. Parabéns pela intervenção clara e objectiva.
    Poderemos nós, adeptos, aproveitar para enviar mais informação, como esta, para esses mesmos órgãos de informação estrangeiros, federações e clubes mais relevantes da europa sobre o que se passa. Pode o autor do blogue assim fazer?
    Abraço Azul e Branco,

    Nuno Simões

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Nuno, poder, podemos... mas temo que de pouco ou nada sirva, dado que vivemos numa era digital em que qualquer um tem acesso a este tipo de veículos - ou seja, reduz a pó o impacto de "queixas" de cidadãos anónimos.

      Ganha outro peso e mediatismo se feito por entidades como os clubes, é por aí o caminho, em minha opinião.

      A mim, a nós, cabe-nos o papel de pressionar sim o nosso clube para "se mexer" por um lado, e - quem assim o entender - chamar à razão os intervenientes erráticos deste mundo, sejam eles árbitros, dirigentes federativos ou observadores, por outro.

      Não é justo esperar que sejam os SD a fazê-lo, quem conhecer estes indivíduos ou quem tiver a sorte de se cruzar com eles na rua, que os aborde e os chame à razão. Para que saibam que há quem não esteja disposto a continuar a permitir este fartar vilanagem.

      Eliminar
  4. Isto sim é serviço publico. Bravo Lápis!

    ResponderEliminar
  5. Atos em coerência com o seu discurso coerente. Muito bem, caro senhor. :)
    Abraço

    ResponderEliminar
  6. Gostava de deixar uma recomendação a todos os portistas:

    Na crónica do jogo com o Moreirense, no jornal público o único elemento que teve nota negativa foi o Danilo, com o seguinte texto a justificá-lo:


    "A expulsão do internacional português deixou o FC Porto totalmente exposto numa fase em que se exigia concentração absoluta"

    Isto não pode passar incólume. Eu não sou grande fã de redes sociais, mas vou enviar um mail à redação do público a exigir um pedido de desculpas aos seus leitores, e outro à abécula que escreveu isso a perguntar como se sente por ser uma nódoa na sua profissão.

    Aqui têm o link com a crónica:

    https://www.publico.pt/2017/01/03/desporto/noticia/moreirense-apurado-fc-porto-fora-da-taca-da-liga-1757035

    o mail do rastejante que escreveu isso é augusto.bernardino@publico.pt

    eu contactei a secção do Porto do público a perguntar qual seria a melhor maneira para efetuar a minha queixa para com o jornal. Recusaram-se a dar-mo, endereçaram-me para o número de Lisboa, que está sempre impedido. Decidi enviar mail nas cartas ao diretor, que
    é o seguinte:

    augusto.bernardino@publico.pt

    Eu escolhi este meio, mas acho que qualquer um é válido. É preciso entupir esta gente com queixa até eles terem a decência de tratarem os seus leitores com um mínimo de respeito.

    Eu gosto de pensar no futebol como uma espécie de algodão jornalístico: é uma área onde é bastante fácil ver quão comprometido com a verdade um certo orgão está. Claramente a imprensa portuguesa falha toda redondamente.

    Abraços portistas,

    Jaime

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fica feita a divulgação. Eu também mandei email ao bezerro.

      Eliminar

Diga tudo o que lhe apetecer, mas com elevação e respeito pelas opiniões de todos.