Do Porto com Amor: Hoje joga o Porto! (vs Chelsea)

terça-feira, 29 de setembro de 2015

Hoje joga o Porto! (vs Chelsea)


Caldo entornado em Moreira de Cónegos quando já se espreitava o prato forte de hoje. Terá valido a pena?

Adrego Design

Se fosse assim tão linear a relação de causalidade, obviamente que a resposta seria sempre NÃO, fosse qual fosse o desfecho do jogo de hoje. Mas não é. E ninguém exceptuando Lopetegui poderia esclarecer esta questão, que portanto é meramente retórica.

O facto é que chegamos a este jogo vindos de um empate desmoralizante. Felizmente, não haverá nenhum transbordo de um para o outro. Este jogo é contra um dos ricos do futebol europeu, será televisionado por muitos MILHÕ€S de espectadores, alguns MILHAR€S de marketeers e umas quantas C€NT€NAS de agentes FIFA e dirigentes de clubes. E é apenas disto que os jogadores NCSSITAM para esquecerem tudo o que está para trás e se CONCNTRARM neste jogo. Nem é preciso avisá-los da importância do desafio, afinal quem mais do que os próprios se preocupa com a sua carreira?

Este é um Chelsea debilitado, a duvidar das suas reais capacidades (que são grandes, obviamente). Por muito que Mourinho tenha tentado usar da sua psicologia barata, nada poderá fazer esquecer a crueza dos números que apresenta até ao momento neste temporada. Um vitória no Dragão pode ser o catalizador ideal para recuperar o ânimo e a confiança dos jogadores e o Zé Mário sabe-o muito bem. Daí a marmelada toda da visita ao museu, o sentir-se portista e mais uma ou duas tretas.

Tretas.

Mourinho é do Mourinho. Apenas e só. Um ultra ego que nem sequer deixa espaço para um alter ego. O verdadeiro Narciso.

Espero que alguém se tenha dado ao trabalho de explicar isto a Lopetegui. Ou, vá lá, admitindo que não seria preciso (e acredito que não fosse), que ele o tenha feito aos jogadores. Que todos eles tenham percebido que nada daria mais prazer a Mourinho do que golear no Dragão, esmigalhando-lhes os sonhos de uma grande transferência em breve. E por uma vez mais que fosse, imaginar-se sair do estádio como alguém maior que o clube. 


Portanto, hoje o jogo será muito jogado no plano emocional

Uma entrada forte à Porto, acompanhada de um golo madrugador pode abalar toda a estrutura do Chelsea e fazê-los duvidar ainda mais das suas capacidades, levá-los para uma zona de incerteza e absoluto desconforto, receio e desconcentração. E permitir-nos fazer o segundo, o terceiro e sabe-se lá o que mais. Não, não estou a sonhar. Mesmo a jogar apenas aquilo que temos jogado (pouco), isto é possível. Porque o que a cabeça manda os pés não conseguem desmandar.

No reverso desta linda coroa, está a cara que nenhum de nós quer ver sair-nos em sorte. Um Chelsea a entrar no jogo a disfarçar as suas fragilidades, mantendo a compostura e a observar do outro lado uma equipa amorfa e igualmente receosa. E a pensar que se calhar é hoje que começam a reviravolta. A pressionar aqui e ali e a ver-nos encolher, sem responder de imediato e na mesma medida. E então pressionar ainda mais. E acabar por fazer um golo. Afinal podemos, somos mesmo bons, let's show'em lads! E então passamos a jogar contra um Chelsea reabilitado, de novo e por agora confiante, com os nossos cumprimentos...

Evidentemente que no meio pode estar o que de facto se vai passar. Ambas as equipas a manter o respeitinho mútuo, jogo concentrado no meio-campo e mais uma soneca em perspectiva, de quando em vez estremunhada por um qualquer bruá numa das balizas. E talvez um golo. Possivelmente outro. Zero-zero, um-zero, zero-um, dois-um, etc. Se for a nosso favor, eu aceito o cochilo. Mas só porque é contra o Mourinho.

Vamos ao meu onze:



Mais uma rotação (talvez translação seja mais apropriado), com a fava a sair a Varela (porquê, se Tello continua) e a Herrera (finalmente). No sentido inverso, a ressurreição de Sérgio Oliveira (quem, perguntarão os menos atentos), Bueno e Evandro. Se Brahimi não estiver a 100%, será que é desta que jogamos em 4-5-1?


Seja como for, desejo ardentemente que hoje sejamos Porto. Aquele Porto fiel e agradecido aos seus mas implacável com quem o atraiçoou e se julga maior do que o clube. Joguem bem ou mal, mas ganhem a Mourinho. No mínimo, sejam maiores do que ele.


Do Porto com Amor



4 comentários:

  1. A esta hora está Mourinho a pô-lo rijo no hotel. Falo do coração, claro está. Special One dixit.

    Mentira.

    É fantástico como este homem joga sempre os primeiros trunfos nos mindgames. Previsível. Sabe que pirraça é comburente para este grupo. Por isso, como apontou e muito bem Jorge Vassalo, Mourinho opta apela psicologia invertida para adormecer o Dragão na almofada do embevecimento.

    Já conhecemos a peça.

    Que Mourinho saia esta noite do Dragão menos "portista" do que entrou.

    Aquele abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A pô-lo rijo é muito bom...

      Que mais uma vez demonstremos a nossa fibra e recusemos prestar vassalagem a quem quer que seja.

      Vamos a eles!

      Eliminar
  2. 2-0 para o nosso Porto! Sairemos fortes, moral alta, vitória incontestável, Lopetegui feliz, Iker escolheu certo, Sara prepara uma recepção apropriada, Mourinho cabeçudo e nós felizes!! Golo de Abou e Imbula ou Maxxi. Esse é o meu prognóstico!

    ResponderEliminar

Diga tudo o que lhe apetecer, mas com elevação e respeito pelas opiniões de todos.