Do Porto com Amor: Hoje joga o Porto! (vs Angrense)

sábado, 21 de novembro de 2015

Hoje joga o Porto! (vs Angrense)


Após séculos e séculos sem futebol, ei-lo que regressa pela mão da senhora taça!




Aviso prévio aos jogadores: pessoal, estas são OUTRAS ilhas ok? Não há cá maldições ou sequer superstições. E já agora, o adversário é o respeitável mas "quase-amador" Sport Club Angrense, da ilha Terceira.

Tenho que começar por salientar o terrível mau gosto que presidiu à elaboração do emblema dos açorianos. Credo! Fazem-me lembrar os verm... os verm... ah? O quê? São mesmo uma filial dos verm... do SLB? Então para cima deles carago! Sem dó nem piedade! Menos que 15 a zero é empate! Ah, nós não somos fanfarrões como eles, pois não? Para nós, todos os adversários são para respeitar. Aliás, actualmente quaisquer onze gajos que se juntem em cima da hora para nos defrontar nos van a traer inmensas dificultades...

Pois eu sugeriria algo pelo meio... não, não vamos defrontar uma equipa temível nem sequer razoável, mas vamos seguramente encontrar 14 jogadores motívadíssimos para o jogo e a querer espreitar uma oportunidade de subir na vida à custa de uma boa exibição. Por isso, facilitar só a partir dos 14 a zero, ok?

João Costa, Victor García, Lichnovsky, José Ángel, Sérgio Oliveira e Alberto Bueno estão de regresso às opções de Lopetegui, que decidiu deixar no Porto cinco futebolistas que estiveram recentemente ao serviço das respetivas seleções nacionais. São eles Maxi Pereira, Miguel Layún, Danilo Pereira, André André e Jesús Corona. (in zerozero.pt)

Quem me lê regularmente já sabe o que penso de mudanças drásticas no onze base, seja quem for o adversário. Apesar de ser contra uma equipa a anos-luz da nossa, também são gente. E vão querer muito ganhar. Mudar os dois laterais em simultâneo, sem os ter sequer no banco, é sempre um risco. Calculado, pensará Lopetegui. Percebo a ideia, mas preferia ter pelo menos um deles no banco. Já as demais mudanças não me chocam. É tempo dos menos utilizados mostrarem que merecem mais oportunidades. Assim sendo, vamos ao meu onze para hoje:




Sejam estes ou outros, o importante é respeitarem os pergaminhos do clube e exibirem-se no máximo das suas capacidades. E uma questão final: onde pára Cissokho? Nem contra o Angrense?...

O espírito da taça já começou ontem com o Portimonense a eliminar o Belenenses no último suspiro do jogo. Veremos se hoje não se revelarão outros tomba-gigantes como o Angrense ou até... o Sporting.

Vamos a eles!


Do Porto com Amor



2 comentários:

  1. quaisquer onze gajos que se juntem em cima da hora para nos defrontar nos van a traer inmensas dificultades...

    contudo mesmo com mudanças drásticas no onze habitual, os eleitos, entenderam o espirito e motivação que Lopetegui lhes incute. Jogaram exactamente como joga o onze principal.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ganharam sem espinhas. Por agora chega. A seguir já se verá...

      Eliminar

Diga tudo o que lhe apetecer, mas com elevação e respeito pelas opiniões de todos.