Do Porto com Amor: Hoje joga o Porto! (vs Estoril)

sábado, 29 de agosto de 2015

Hoje joga o Porto! (vs Estoril)



Ao terceiro dia de jogo, recebemos o Estoril no covil do Dragão.

Imagem Bruno Sousa

Um jogo que será tão difícil e tão fácil como qualquer outro jogo do campeonato em casa contra equipas "médias".

Não vi, mas li que contra o Benfica fizeram um bom jogo e mereceram estar em vantagem no jogo, o que não terá acontecido por eventuais lapsos arbitrais e pela "cagada monumental" do treinador ao mexer na equipa. Repito, não vi, apenas li.

Ainda assim, caberá sempre ao Porto determinar o seu próprio destino, independente da melhor ou pior réplica oferecida pelos canarinhos. Ou até de um eventual equívoco arbitral.

O meu onze para hoje:




Algumas breves notas:


- Convocatória: o mistério Cissokho. Rebobinemos o filme: o francês regressa ao clube fruto de uma "oportunidade de mercado", antecipando a possível saída de Alex Sandro (que acabou mesmo por acontecer). Chegou, treinou e foi titular frente ao Nápoles, saindo lesionado ao minuto 41. Ficou de fora na primeira jornada (a recuperar da lesão, Alex titular) e regressou à titularidade contra o Marítimo (Alex já na Juve). Todos sabemos que teve uma exibição infeliz, indelevelmente marcada pelo golo sofrido. Não esteve à altura, de acordo. Mas a solução é exclui-lo da convocatória seguinte? É assim que se ajuda um jogador a recuperar a confiança rumo a exibições mais positivas? Se Casillas der um frango hoje, vai para a bancada no jogo seguinte? E Aboubakar, que falhou um golo que muitos consideraram "fácil" (que não eu), perde a titularidade? Ninguém falou em lesão nem em nenhum problema de outra ordem (pode existir, mas não sou adivinho). E assim sendo, com o que me é dado a observar, é uma gestão humana incompreensível.


- Recusar o síndrome da orfandade. O presidente Pinto da Costa está internado, devendo ser hoje operado para resolver uma complicação "descomplicada" a nível vesicular. Além de votos de rápida e total recuperação, para que possa voltar em pleno ao lugar onde faz falta, espero que alguém (alô Antero!) explique a treinador e jogadores a importância redobrada de vencer e convencer, activando os sensores emocionais em full throttle, para que no final se possa dedicar a vitória ao presidente. E que não se repita o que já aconteceu uma e outra vez, em situações similares de ausência forçada de PdC (por motivos variados), em que não só não fomos convincentes, como não conseguimos sequer ganhar os jogos. 


- Realizadores distraídos. Um voto sincero para que os profissionais da BTV possam estar mais inspirados e atentos, hoje (vs Moreirense) e daqui em diante, para que todo o país possa ficar esclarecido sobre os lances duvidosos que ocorrem nos jogos em casa do SLB. E para que mentes perversas como a minha não tenham mais um argumento de peso para lutar pela proibição de transmissões pelos clubes intervenientes nas competições.


E pronto, agora é altura de entrar em estágio, porque hoje joga-se ao fim da tarde e convém estar em plena forma para apoiar (e sofrer com) a equipa.



Do Porto com Amor




1 comentário:

  1. Jogo mais complicado do que se calhar parece. Não podemos pensar que vai ser fácil. O Cissokho foi ao dentista...
    Os mouros vão ganhar fácil, porque jogam com a APAF a titular.


    ResponderEliminar

Diga tudo o que lhe apetecer, mas com elevação e respeito pelas opiniões de todos.