Do Porto com Amor: Reflexões à segunda jornada

segunda-feira, 24 de agosto de 2015

Reflexões à segunda jornada


Com apenas um jogo por disputar para que se encerre em definitivo a segunda jornada, algumas considerações pertinentes.



Nota principal

Pela primeira vez desde que me lembro, sou forçado a concordar com a normalmente bacoca e subserviente teoria de que este campeonato está nivelado por baixo.

Quase sempre me revoltei contra a leviandade com que se vomitava este cliché, sobretudo porque carecia de comprovação por factos. E quase sempre, tinha a ver com a grande superioridade do Porto sobre os da segunda circular ou, menos frequente, com o aparecimento de um "quarto grande", com destaque para Boavista e Braga (para mim, o entendimento sobre isto foi precisamente o oposto, refletindo a enorme evolução desse quarto elemento nesses períodos).

Todavia, analisando o desempenho dos 3 grandes nesta jornada, bem como a matéria-prima de que dispõem, sou levado a crer que desta vez é mesmo verdade. Senão vejamos:

O Porto teve um fraco desempenho na Madeira, num jogo onde era obrigatório vencer para convencer de que os fantasmas do passado tinham sido exorcizados. O jogo já foi analisado em detalhe aqui, mas a conclusão é a mesma e igualmente óbvia: falhamos redondamente.

Menos óbvio poderá ser a reflexão seguinte: o plantel deste ano é, por enquanto e apesar das muitas e boas contratações, inferior ao do ano passado.

Podemos reconhecer sem dificuldade que na baliza estamos melhor. Casillas é GR de topo e temos Helton na rectaguarda para o que der e vier.

Já na defesa, estamos ainda mais fracos. Isto porque continuamos na mesma em termos de centrais (Marcano é regular, Maicon é de luas, Indi não mostrou ainda o que vale), sem nenhum de grande classe. No lado direito podemos admitir que estamos ao mesmo nível (Maxi por Danilo, caracteristicas muito diferentes mas globalmente equilibrado), mas no lado esquerdo não temos ninguém ao mesmo nível de Alex, logo por agora estamos pior.

No meio, na posição 6 temos Danilo (ou Rúben), ambos preparados para fazer esquecer Casimiro, pelo que igual. Imbula chegou para a posição 8, que era de Herrera, pelo que sem dúvida melhor. Mas quanto ao médio mais ofensivo, para já um colossal retrocesso. Foi-se Óliver e não chegou ninguém (se constatarmos que foi um mau Herrera que assumiu essa posição, está tudo dito). André, Sérgio e Bueno são boas soluções, mas nenhuma pronta a pegar de estaca nesta posição.

Na frente, as notícias também não são animadoras. Continuam Brahimi e Tello, mas perdemos Quaresma e Jackson. Quanto a RQ7, a chegada de Varela oferece mais trabalho e consistência mas menos magia e capacidade para decidir sozinho. Na posição 9, Abou assumiu o papel de Jackson e para o seu chegou (apenas) Osvaldo. Por enquanto, e pese embora o grande potencial do camaronês, está ainda a milhares de milhas da qualidade e sobretudo, da capacidade de resolução de Jackson. Em resumo, estamos bem pior no momento actual.

Resumindo:



Avançando para o Benfica, a saída de JJ foi o mais rude golpe que poderiam ter sofrido, por muito que despreze o seu estilo ignoro-arrogante. É para mim um dos mistérios do futebol dos nossos dias, a "facilidade" com que LFV se permitiu perder o seu treinador. Como está bom de ver, a tal "estrutura" encarnada de pouco vale sem o carismático treinador (que o diga o bom do Rui Vitória, ainda totalmente aos papéis).

Para piorar, perderam o seu jogador mais emblemático (digam o que disserem agora) para nós. Maxi dava corpo ao "ser benfica" que eles tanto gostavam de arrotar à boca cheia, entre uma e outra golada do tintol de garrafão. E também Lima, para mim uma das piores não-contratações do Porto dos últimos anos (por tudo o que deixou de fazer por nós e por tudo o que fez por eles - contra nós). Os reforços são, para já, de qualidade duvidosa e a saída do seu único grande jogador (estando Sálvio no estaleiro) - Gaitán - é ainda uma possibilidade. Em resumo, estão muito pior.


Já o Sporting conseguiu dar um grande salto qualitativo com a contratação do mesmo JJ, subindo de imediato uma série significativa de degraus rumo a um destino de sucesso. No entanto, a sua base de partida era muito inferior à de Porto e Benfica, pelo que apesar da subida, não estão ainda ao mesmo nível dos outros dois. Ainda que o futebol jogado possa querer sugerir algo diferente, a realidade é que se reforçaram com jogadores em declínio nas suas carreiras, mesmo reconhecendo que a maioria acrescenta qualidade ao plantel. No entanto, a época é longa e não será fácil manter todos "a top" de Agosto a Maio, pelo que prevejo uma época de oscilações (com tendência para se agravar no último terço do campeonato, onde o Benfica poderá aproveitar para ganhar vantagem no acesso directo à Champions).


Por tudo isto e pela inexistência de um outsider com capacidade de ameaçar o pódio, a minha conclusão à segunda jornada é esta. A nossa liga está nivelada por baixo. Obviamente que isto pouco interessa, quando comparado com o grande objectivo dos três: para quem for campeão, tudo o resto deixa de ter importância.


Dito isto, outras notas:

 - Parabéns ao grande Arouca, pela suada vitória de ontem e pela consequente, inédita mas merecida liderança do campeonato. Nesta agraciação tenho obrigatoriamente de incluir o treinador Lito Vidigal, que projecto após projecto dá provas de grande qualidade e consistência - falta saber se a terá se e quando surgir um desafio maior;

 - Boas sensações deixadas por Belenenses, Boavista e Paços, que prometem campeonatos tranquilos;

 - Arbitragens: passadas duas jornadas, temos o Benfica com benefícios no primeiro jogo e eventuais prejuízos no segundo; o Sporting neutro no primeiro e eventuais prejuízos no segundo; o Porto neutro no primeiro e eventuais prejuízos no segundo. Na minha opinião, apenas o Sporting se poderá queixar com alguma propriedade do jogo com o Paços, mas digo isto baseado no resumo e análises do dia seguinte, porque não vi o jogo completo.

 - Mercado: estando nós a cerca de uma semana do fecho do mercado (de entrada), é mais que provável que se verifiquem alterações significativas nos três plantéis, pelo que futebolesmente falando, o que hoje é uma boa reflexão, amanhã poderá ser um belo pedaço de cacau.

 - Vindo de fora: este golaço e muitas saudades



Do Porto com Amor



20 comentários:

  1. Lucho, Lucho, Lucho Gonzaalez!

    Concordo que por ora estamos mais fracos, mas ainda assim melhor que lagartos e lampiões. Só temos que ser campeões.

    ResponderEliminar
  2. Estamos efectivamente piores sem Alex, sem Jackson e essencialmente o que decidia grandes jogos Quaresma, por birra do treinador. Também por birra não temos Quintero e não está equacionado no quadro, para mim incompreensivelmente, porque se trata dum dos melhores jogadores do Mundo, só que não joga para trás e para o GR conforme Lopetegui gosta. André André é jogador de 2ª de Honra, não entendo como poderá fazer parte do plantel e a contratação de Janeiro de Lopetegui, Hernani, tem o mesmo destino que Adrian e Bueno.Quando vemos este desperdício entre aquisições e dispensas facilmente descortinamos porque é que o nível é tão baixo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quintero teve oportunidades... mas aceito que poderia voltar a ter, sobretudo não havendo Óliver.

      Discordo quanto a André, tenho grande esperança nele. E Bueno ainda não calçou, tenhamos calma...

      Mesmo não se gostando, Lopetegui é e será o nosso treinador até final da época, pelo que só nos resta torcer por ele...

      Eliminar
    2. Caro Lápis Azul as oportunidades dadas a Quintero foram como as entrevistas de Lopetegui sobre Quaresma, que tinha feito dele um grande jogador!!! (Lopetegui sempre jogou a bola com as mãos sabe lá o que é um jogador de futebol). Colocar o Quintero a jogar 10 minutos ou a extremo é como ir à caça com um cão morto. Ah e tal... (letra dos zelotas) o Quintero não defende e no futebol actual.... conversa para boi dormir. Tello que está em Ibiza desde Fevereiro alguma vez defendeu? A hipocrisia tem limites ou então fazem blogues dirigidos pelo Portista Gabriel.

      Eliminar
    3. Percebo o seu ponto no que concerne à época passada, porque um criativo precisa de minutos consecutivos para se libertar e assumir a sua qualidade.

      Mas se olhar para a estatística, na época de Paulo Fonseca participou em 35 jogos, 6 deles a tituar. Não é imenso, mas deveria ter chegado para mostrar um pouco mais. Ainda assim, concordo que poderia ser recuperado (ou pelo menos ter uma outra hipótese), se houvesse vontade.

      E Tello também tarda em afirmar-se em pleno, veremos se esta época consegue. Sendo certo que são posições diferentes, com requisitos diferentes em termos defensivos.

      Quem é esse Gabriel, o Mr Burns?

      Eliminar
    4. Quintero um dos melhores do mundo como se nem corre? Que eu saiba um 10 tem de se "mexer" correr ir buscar jogo e distribuir. Quintero fica sempre à espera da bola e quando a perde esquece que o jogo existe. Tem talento? sim tem mas é mais um brinca na areia que ou muda de atitude ou ficará para sempre como uma promessa

      Eliminar
    5. Não será dos melhores do mundo, mas tem potencial para lá chegar... Perto.
      Conforme referi, não me parece que tenha feito tudo o que estava ao seu alcance para vingar no clube, mas é suficientemente novo para justificar nova oportunidade, sobretudo não havendo mais ninguém para a posição.

      Um abraço portista

      Eliminar
  3. Caro Lápis e Azul e Branco,

    A sua frase "(com tendência para se agravar no último terço do campeonato, onde o Benfica poderá aproveitar para ganhar vantagem no acesso directo à Champions)." diz tudo. Para si, o campeonato terá uma luta pelo 2º lugar entre Sporting e Benfica, com vantagem para este último. Ou seja, o campeão está encontrado. Pode-se já encomendar as faixas para o FC Porto?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não confunda o meu desejo com a minha convicção. Neste momento, encontram-se muito afastados um da outra, com larga vantagem para o desejo.

      Mas mesmo racionalmente, só posso confiar que o Porto vai ser campeão, por tudo o que tenho escrito nos últimos tempos.

      Um abraço e boa sorte para amanhã

      Eliminar
  4. Antes de mais nada deixe-me dizer o seguinte - eu ja discordei de si veemente, mas tenho que lhe dar agora credito por deixar a clubite para tras e dar o credito devido ao JJ que e um dos melhores treinadores portugueses da actualidade. Infelizmente bem melhor que o nosso...
    quanto ao resto do texto, estou geralmente de acordo. Estamos sem duvida mais fracos que no ano passado, mas podiamos estar muito melhores se o treinador nao teimasse em escolher os jogadores que tem mais musculos em vez dos que tem mais tecnica e inteligencia... O nosso 11 poderia ser (em 4-2-3-1):
    Casillas
    Maxi, Marcano, Maicon/Lichnovsky, Angel
    Ruben, Imbula
    Brahimi, Bueno/Quintero, Varela/Tello
    Abou

    Assim de repente, subiamos 25% de qualidade... e abriamos alas (passe a expressao) para deixar de jogar so pelas alas!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro pancas, é da discórdia que nasce o progresso, assim haja tolerância pelas diferenças.

      JJ deveria ter vindo para o Porto em vez de Paulo Fonseca, essa é a minha convicção (mesmo não gostando da sua maneira de ser). Quem sabe onde teríamos chegado na Champions no ano passado...

      A sua frase diz tudo, estamos mais fracos, mas podíamos estar bem melhor mesmo com estes jogadores.
      Gosto e concordo com a proposta de modelo, embora nesta fase optasse por Danilo e não Rúben (de quem gosto igualmente muito, entenda-se). Só no Angel é que não vou lá, para mim demasiado mediano para jogar no Porto.

      Mas parece inevitável a entrada de mais jogadores, pelo que aguardemos até ao fecho do mercado...

      Abraço portista

      Eliminar
    2. "JJ deveria ter vindo para o Porto em vez de Paulo Fonseca" - Absolutamente de acordo, e, na minha perspective teriamos substituido o melhor treinador portugues (VP) pelo segundo melhor.

      Fala-se muito na fraca qualidade da equipa que PF teve a disposicao, mas todos se esquecem do plantel inicial, com o qual, por exemplo, poderiamos ter um 11 (em 4-2-2 losango) com:

      Helton
      A. Sandro, Otamendi, Mangala, Danilo
      Fernando, Lucho, Josue, Quintero;
      Jackson, Varela/Ghilas

      Eliminar
  5. Cuidado caro Lápis Azul, pois os zelotas já estão a fazer a pirueta habitual. Agora quem não gosta do medíocre Lopetegui insulta o Brazão Abençoado!!!! Confundir Lopetegui com o Porto só mesmo na cabeça dum Mr, Burns, mas parece que ele ensina bem os seus pastores. O importante para esses zelotas é a demolição do Museu, porque não se vive do passado e a demonização de Rodolfo e Cª, pois representam esse passado glorioso.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esforcei-me mas não cheguei lá... Não sei a quem se refere em concreto.
      Em todo o caso, e sem menosprezar a sua "revolta", penso que nos devemos focar no clube e não nos portistas (zelotas ou agnósticos), concorda?

      Um abraço

      Eliminar
  6. Com os jogadores que tivemos na época passada e com os jogadores que temos actualmente, até o Duque da Ribeira a treinar o F. C. Porto, era campeão com uma perna às costas

    ResponderEliminar
  7. Globalmente piores na defesa.... Maxi e Cissokho não dá... Zuniga e Siqueira, em comparação, seriam opções bem melhores, sendo que continuamos medianos no meio e com o nosso melhor central no banco xD

    Globalmente melhores no meio-campo... Falta o médio "construtor de jogo", que poderá ser Brahimi! Quintero também encaixava muito bem, se bem que Lopes tem um "síndrome de seleccionador" muito agudo: escolhe os que quer, e os outros simplesmente deixam de contar (atenção a Ruben Neves)... Temos mais e melhores opções... Dizer que Danilo é igual a Casemiro é a piada da semana (e o Sporting saiu hoje da champions)!

    Um pouco piores no ataque... Aboubakar precisa de um pouco mais de experiência! Pede-se-lhe golos... Muitos golos! E creio que vai cumprir! Com a possibilidade de Brahimi assumir outras funções, precisamos de mais uma unidade para as alas, que poderá estar a chegar!

    Com esperança, mas cautela, dada a história de quem está sentado no nosso banco, temos capacidade para fazer bem melhor que no ano passado... VAMOS PORTO!!! #TolerânciaZero

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por partes, caro Daniel,

      Defesa: Maxi vai ser indiscutível pela qualidade e não pela proveniência... Cissokho pode e vai melhorar, os dois que refere poderiam ajudar, se viessem... mas o que fazíamos a Ricardo?; nos centrais concordo, mas tem que ser Indi a prová-lo, quando tiver oportunidade.

      Meio: não quis fazer piada com Danilo/Casemiro, se o primeiro tem mais potencial, tem igualmente menos experiência a este nível, pelo que de momento me parece que se equivalem - no futuro (espero que próximo), acredito que vamos estar melhor. Quanto ao MO, um deserto por agora...

      Frente: não sou tão optimista quanto a Abou, tem potencial mas daí a chegar a Jackson vai grande distância; nas alas concordo...

      Quanto ao seu resumo, 100% de acordo.

      Abraço portista

      Eliminar

Diga tudo o que lhe apetecer, mas com elevação e respeito pelas opiniões de todos.