Do Porto com Amor: Ai a mulher de César...

terça-feira, 2 de junho de 2015

Ai a mulher de César...


Ex-adjunta das Finanças conduziu inquérito sobre "lista VIP".

Cito apenas a parte final do artigo:

"O Código de Ética da Inspeção-Geral de Finanças (IGF) estabelece para os seus funcionários um período de três anos de separação entre a atividade na IGF e outras entidades, para prevenir que exista conflito de interesses, definido pelo mesmo código como o que acontece "sempre que os trabalhadores tenham ou possam vir a ter interesses privados ou pessoais em determinada matéria que possa influenciar, direta ou indiretamente, ou aparente influenciar, o desempenho imparcial e objetivo das respetivas funções", cita o jornal Público."

E depois dizem-se surpreendidos quando grande parte dos portugueses considera que os políticos são todos "uns corruptos" e que apenas "lá andam para ser governar" e aos seus amigos...

Até pode ser que a inspecção em causa tenha sido feita com todo o empenho e seriedade, mas assim ficará sempre a dúvida.
É como Pompeia, a tal mulher de César: "não basta ser honesta, deve parecer honesta".



Sem comentários:

Enviar um comentário

Diga tudo o que lhe apetecer, mas com elevação e respeito pelas opiniões de todos.