Do Porto com Amor: High Five

sábado, 27 de junho de 2015

High Five


E por uma vez, foram 11 contra 11 e no final enfardou a Alemanha. Como gente grande.

Bom jogo dos nossos, recheado de eficácia, contra uma mannschaft perfeitamente banal.

Mas hoje não é dia de realçar a fraqueza dos outros mas antes a nossa força, até porque tem sido acompanhada pela consistência. E as duas juntas normalmente dão bons resultados.

Falta agora a Suécia, uma equipa que nunca desiste e com muito mais respeito por nós do que os alemães, pelo que deverá ser mais difícil a final. Ainda assim, estou plenamente confiante que vamos trazer o caneco.

Bem feito, miúdos!

Quanto aos "nossos nossos" (efectivos e potenciais):

  • Sérgio Oliveira: a habitual lambe-botice macrocéfala já se fartou se encher de elogios William e Bernardo, o primeiro porque "dá tranquilidade" e o segundo porque é o novo génio do futebol moderno (ainda não interiorizaram que já não mora no Seixal). E sendo verdade que ambos têm estado em muito bom plano, não é menos que o "invisível" Sérgio tem sido peça fulcral em todo o jogo da equipa, quer defensivo (uma novidade para mim), quer ofensivo. Eu que até ainda não me convenci de que ele tem o que é preciso para vingar no Porto, com este torneio passei a dar-lhe um maior benefício da dúvida, sobretudo pela tal disponibilidade para trabalhar para a equipa. Estou curioso para ver como vai entrar na pré-época.

  • Ricardo: mais um jogo como que a gritar aos ouvidos de Lopetegui "SOU BOM MAS NÃO SOU DEFESA!". É outro que ainda não me convenceu de que tem estaleca para o Porto, mas se lhe derem uma oportunidade a fazer aquilo que melhor sabe, talvez venha a dar jogador de primeira.

  • Rafa: entrou numa fase em que já tudo estava decidido, no esquema de poupança dos titulares. É um miúdo com muito potencial, mas também com muito por lapidar. Se efectivamente vier, temo que a sua progressão sofra um retrocesso, pela mais que provável falta de oportunidades de jogar regularmente. A ver.

  • Rúben, Tozé e Gonçalo: desta vez não foram chamados, mas possivelmente terão uma oportunidade na final (sobretudo o Mingos Júnior).

 Concluíndo, belo fim de tarde (mas a remoer Munique, pois claro).




Sem comentários:

Enviar um comentário

Diga tudo o que lhe apetecer, mas com elevação e respeito pelas opiniões de todos.