Do Porto com Amor: 2018 - Odisseia na Amoreira

terça-feira, 16 de janeiro de 2018

2018 - Odisseia na Amoreira


Meio jogo fraquinho, dos piores que temos feito (se não mesmo o pior) e eis que chega o ansiado intervalo, e com ele, a possibilidade de mudar tudo e dar a volta ao texto, como já vem sendo hábito.



A perder pela margem mínima, tudo era evidentemente possível e a reviravolta estava na cabeça e no coração de todos os Portistas. Era o renascer da esperança. Era? Era. Mas não foi, porque, entretanto, começou e exibição de...

... 2018 - Odisseia na Amoreira ...

...o pobre e saloio remake do clássico de sci-fi, agora salpicado por burrice, incompetência e humor negro, realmente negro. Imperdível... inacreditável.

Let's look at the trailer:



Ficaram em pulgas para ver o filme completo? Claro que não. Já bastou a amostra.

Como se pode compreender que uma bancada com uma década dois anos (!) possa estar em perigo de ruir? Ridículo. Absurdo.

O que seria se as pessoas naquela bancada tivessem entrado em pânico e se esmagassem ou espezinhassem quando ordenadas pelas autoridades a descer rapidamente e saltar para dentro do campo? Perigoso. Irresponsável.

Quem ordenou a "invasão" de campo? E que os adeptos regressassem à mesma bancada pouco depois? E que a seguir se "instalassem" nas outras bancadas? E que, finalmente, mandasse evacuar outra vez a bancada? Ridículo. Absurdo. Perigoso. Irresponsável.

Fosse numa galáxia muito, muito distante e...



Mas não. Aqui vai-se à vida a assobiar para o lado, bigode farfalhudo (com restos de comida), garrafão e o Zébio tatuado na nalga. E aquele sorriso boçal:

 - Uélcame tu Pórtugalistão, éve a naice dei!

Alguém que nos salve de nós mesmos. Alô Madrid? Podemos trocar com a Catalunha, eles saem, nós entramos? Socorro.



Do Porto com Amor,

Lápis Azul e Branco



2 comentários:

Diga tudo o que lhe apetecer, mas com elevação e respeito pelas opiniões de todos.